Quais foram os efeitos imediatos do incidente de Chernobyl?

Escrito por jennifer berube | Traduzido por débora cussiol
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais foram os efeitos imediatos do incidente de Chernobyl?
O acidente de Chernobyl liberou a radiação mais incontrolável já registrada em qualquer operação civil (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Em abril de 1986, um acidente no reator nuclear de Chernobyl, na Ucrânia, causou explosões fatais, lançando radiação na atmosfera e resultando na morte de 30 pessoas. Foi o acidente mais grave a ocorrer em usinas de energia nuclear e levou a um deslocamento em massa dos moradores, a perda de estabilidade econômica e a ameaças à saúde a longo prazo para as pessoas expostas à radiação. Moradores continuaram a morrer de doenças causadas pela radiação anos depois do incidente, e os efeitos imediatos também foram muito graves.

Outras pessoas estão lendo

A explosão do Chernobyl 4

Em 25 de abril de 1986, a equipe no reator, conhecido como Chernobyl 4, começou a se preparar para um teste experimental do sistema de controle elétrico. Embora o reator tenha sido desligado antes para uma manutenção de rotina, os operadores violaram as normas de segurança e desativaram mecanismos de desligamento automático, o que permitiu que o reator para atingisse condições instáveis. Antes que o reator, que também tinha falhas de projeto, pudesse ser desligado, uma súbita onda de energia causou uma explosão de vapor no começo da manhã de 26 de abril.

A destruição do reator

A explosão de vapor rompeu o vaso do reator, e a interação do combustível com ele resultou num aumento de pressão. Este aumento fez com que ​​a tampa do reator se soltasse parcialmente, causando danos substanciais às estruturas de combustível e emperraram todos os controles. O que houve foi uma falha no projeto do reator que resultou na destruição de seu núcleo. Alguns segundos após a explosão inicial, uma segunda explosão acendeu um fogo grafite muito intenso.

A liberação da radioatividade

O fogo de grafite, que durou por 10 dias depois do acidente, foi a principal causa da liberação de radiação para o meio ambiente. O vento espalhou os materiais radioativos liberados para o norte e oeste de forma imediata. Dentro de dias, gases e partículas já haviam sido espalhados por todos os lados. Enquanto grandes quantidades de substâncias radioativas foram depositadas próximo ao reator, o material mais leve chegou até a Ucrânia, Bielorússia, Rússia e outras partes da Europa. Grande parte dessas áreas sofreram econômica e socialmente após a explosão de Chernobyl.

Fatalidades de Chernobyl

Dois dos 600 trabalhadores que estavam no local durante o acidente morreram nas explosões. Outras 134 receberam altas doses de radiação e, posteriormente, sofreram de doença decorrentes dela, sendo que 28 destes trabalhadores morreram por conta da exposição à radiação três meses após a explosão. Seis dessas mortes foram de bombeiros. Na primavera e no verão de 1986, mais de 115.000 pessoas foram evacuadas das áreas contaminadas que cercavam o reator.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível