Quais fósseis de répteis foram encontrados na América do Sul e África?

Escrito por annette lyn o'neil Google | Traduzido por nathalia antunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais fósseis de répteis foram encontrados na América do Sul e África?
As teorias da deriva continental se baseiam em evidências de registros fósseis (the skull of the giant reptile image by Natalia Pavlova from Fotolia.com)

Grande parte da teoria da deriva continental (agora conhecida como placas tectônicas) vem de evidências fornecidas pelos fósseis. Os cientistas têm coletado provas pelo oceano Pacífico desde o início de 1900. Essas provas, que incluem fósseis de répteis de gêneros correspondentes mostram claramente que as massas de terra do planeta moderno estiveram provavelmente fisicamente unidas.

Outras pessoas estão lendo

História

Em 1915, o cientista alemão Alfred Wegener desenvolveu uma teoria de que os continentes que conhecemos hoje foram uma vez unidos como uma única massa de terra. Ele nomeou essa massa Pangea, um termo que significa "todas as terras" em grego. Um geólogo sul-africano chamado Alexander Du Toit acrescentou à teoria sugerindo evidências que descrevem como ocorreu a divisão do supercontinente e como ele se derivou. Os cientistas baseiam uma parcela significativa de suas teorias em evidências a partir do registro fóssil.

Significado

Paleontólogos descobriram fósseis correspondentes na África e na América do Sul, contribuindo muito para a evidência por trás da teoria da deriva continental. Isso parece provar que esses continentes já estiveram tão perto um do outro que animais e plantas podiam facilmente mover-se entre eles. Notavelmente, os fósseis em questão foram encontrados incorporados na mesma sequência da camada geológica. Isso sugere que os organismos vivos a partir do qual derivam os fósseis viveram no mesmo ecossistema e solo, mesmo que tenham sido encontrados a milhares de quilômetros de distância.

Tipos

Existem centenas de tipos de fósseis que foram encontrados na África e na América do Sul. Quatro deles incluem os Cynognathus (um animal terrestre parecido com mamíferos encontrado na América do Sul, África, China e Antártica), Lystrosaurus (um herbívoro com o tamanho de um porco encontrado na África, Antártida e Índia), Mesosaurus (um réptil de água doce encontrado na África e América do Sul) e Ictiossauros (outro réptil aquático, em forma de um golfinho de 13,5 m de comprimento, encontrado na África e Chile).

Geografia

A divisão da Pangeia começou a 250 milhões de anos e ocorreu em quatro etapas distintas. Primeiro, um fenda se abriu na Pangeia e dividiu o supercontinente em duas partes, Laurásia e Gondwana. Em seguida, o Atlântico separou a América do Norte e África. A Antártida foi separada da Gondwana, enquanto a Índia se deslocou em direção ao equador. A América do Sul e a África se dividiram durante a terceira fase, empurrando a África para o norte. Finalmente, a Groenlândia se separou da Europa continental e da América do Norte.

Teorias e especulação

A descoberta em 2004 de um dinossauro raro fossilizado levou os cientistas a acreditarem que os continentes podem ter sido ligados por uma ponte de terra quase 25 milhões de anos depois do que os pesquisadores anteriores haviam teorizado. O fóssil em questão, Rugops primus, é de um grande carnívoro encontrado na América do Sul e no deserto do Saara.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível