Quais são as funções da válvula de saída em um avião?

Escrito por gus stephens | Traduzido por marina costa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são as funções da válvula de saída em um avião?
A válvula de saída de um avião mantém a pressão normal em altas altitudes (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Até a década de 1930, as aeronaves não podiam aventurar-se nas altitudes menos turbulentas acima de 3.000 m, porque o ar em tais lugares é muito escasso para suportar vida. Em 1940, uma década de avanços tecnológicos, culminou no Boeing 307 Stratoliner, a primeira aeronave pressurizada do mundo. A 307 podia voar com passageiros a até 6.000 m de altura e ainda manter a pressão normal. A tecnologia por trás da pressurização avançou, com jatos substituindo aviões à hélice, como o Stratoliner. Entretanto a teoria básica permaneceu a mesma. A válvula de saída é um dos componentes mais importantes para manter a pressão e fazer com que o voo seja seguro no ar suave acima de 3.000 metros.

Outras pessoas estão lendo

Pressão do motor

O ar para pressurizar um avião é comprimido por seus motores. As turbinas produzem o empurrão para o voo por meio da compressão de ar, injetando combustível e inflamando a mistura na câmara de combustão. Parte do ar comprimido, conhecido como "ar de purga", é desviada do compressor de alta pressão da turbina antes de o combustível ser injetado. O ar que vem diretamente do motor a jato é quente, então, antes de ser utilizado para pressurização de cabine, é encaminhado para um "intercooler" e uma turbina de expansão, para diminuir sua temperatura.

Controlador de pressão na cabine

O ar comprimido de temperatura controlada é então canalizado para um coletor, por onde entra na cabine de pressurização. A quantidade de pressurização é definida pelo controlador de pressão na cabine de pilotagem. Antes de decolar, o piloto entra na altitude de cruzeiro no controlador. Assim que o avião está no ar, o controlador gradualmente modula a pressão da cabine para que não haja mudanças bruscas, mesmo quando a aeronave rapidamente ganha altitude. O controlador de pressão da cabine faz isso por meio do ajuste da posição da válvula de saída.

Válvula de saída

Sendo uma porta retangular e estruturalmente reforçada, geralmente localizada na parte inferior traseira da aeronave, a válvula mexe com a pressão de dentro da cabine. Quando o avião ganha altitude, a válvula gradativamente fecha para aumentar a pressão de dentro da cabine. Já quando o avião está a uma altitude de cruzeiro, tipicamente 10.600 m, o controlador de pressão mantém a válvula posicionada de modo a manter a pressão interna - na altitude equivalente a aproximadamente de 1.800 a 2.400 metros, dependendo da aeronave. Isto é comparável a respirar o ar de uma área de montanha, facilmente tolerado pela maioria dos passageiros.

Aterissagem

À medida que o avião começa a sua descida para o pouso, o piloto põe a altitude do aeroporto de destino no controlador de pressão na cabine. O controlador, como acréscimo, abre a válvula para deixar sair a pressão enquanto o avião desce, para que a altitude de cabine corresponda à altitude de destino, quando o avião pousar. O ajuste é tão uniforme que, com exceção de algum possível desconforto nos ouvidos, a transição de pressão de volta ao nível do solo é imperceptível para a maioria dos passageiros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível