Mais
×

Em quais guerras a Rússia participou?

Atualizado em 17 abril, 2017

Durante o século 20, a Rússia participou tanto de guerras civis quanto mundiais. Durante a Primeira Guerra Mundial, o país lutou contra a Alemanha enquanto se preparava para o confronto na Áustria. Simultaneamente, o governo digladiava com o seu povo, que tinha como objetivo fazer uma revolução no Estado. Já na Segunda Guerra Mundial, os russos entraram em conflito com a Alemanha mais uma vez. E, com o término dessa guerra, a Rússia e os Estados Unidos competiam, em meio a uma sem combate físico, para provar qual dos países tinha uma melhor ideologia.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a Rússia quase perdeu a capital do país, Moscou (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Primeira Guerra Mundial (1914-1919)

O envolvimento da Rússia na Primeira Guerra Mundial começou quando o czar Nicholas II decidiu que o país apoiaria uma guerra contra a Áustria. No entanto, essa mobilização desencadeou uma guerra com a Alemanha. Com um exército despreparado, a União Soviética foi derrotada rapidamente durante a batalha do Tannenberg, em 1914. Durante o conflito de Tannenberg e a Primeira Batalha dos Lagos Masurianos, a União Soviética perdeu mais de 250.000 homens, de acordo com a BBC. Em um das maiores derrotas durante a Primeira Guerra Mundial — se não a maior — a União Soviética perdeu o território polonês para os alemães, em 1915.

A Revolução dos Bolsheviques (1917-1921)

A Revolução dos Bolcheviques, às vezes também chamada de Revolução Russa, foi, de fato, duas revoluções que iniciaram no país em 1917. Na primeira delas, chamada de Revolução de Fevereiro, o czar Nicholas II abdicou o trono; na segunda, conhecida como Revolução de Outubro, os bolcheviques destituíram o governo. Os bolcheviques eram um partido político resultante da divisão do partido social democrático russo. A partir das consequências da Primeira Guerra Mundial, como a baixa oferta de alimentos, inflação e desemprego, os soviéticos, descontentes com a situação, aderiram a partidos revolucionários, tais como o partido bolchevique. Com o retorno de Lenin do exílio, ele conseguiu motivar os revolucionários com slogans, como o famoso “Pão, paz e terra”.

Segunda Guerra Mundial (1936-1945)

A segunda Guerra mundial trouxe consequências devastadoras para a União Soviética e resultou na morte de 25 milhões de soviéticos. O maior desafio para o país e para o comandante de guerra Stallin foi a invasão de Hitler ao país, em 1941. Com apenas uma semana do ocorrido, os alemães já tinham matado ou ferido 150.000 soldados soviéticos. Com isso, a Alemanha continuou a se deslocar para dentro do país, até chegar na capital, Moscou. Durante a batalha de Moscou, Stalin matou 6.000 cidadãos por não quererem lutar na batalha. Em seguida, os soldados alemães se deslocaram para Stalingrado, onde encontraram uma fúria inesperada por parte dos soviéticos em um combate mão-a-mão. Em 1944, a União Soviética seguiu o exército alemão em retirada e em abril de 1945, a vitória russa foi simbolizada quando a bandeira da União Soviética foi levantada em Berlim.

A Guerra Fria (1945-1989)

A Guerra Fria, entre a Rússia e os Estados Unidos, é considerada “fria” pela falta de combate físico. Os EUA e a União Soviética estavam em conflito devido às ideologias políticas adotadas pelos dois países: os EUA tinha uma ideologia capitalista e democrática e a União Soviética era uma ditadura comunista. A guerra nunca resultou em um combate físico devido à proliferação de armas nucleares de ambos os lados. Todavia, a disputa terminou com o colapso do comunismo na União Soviética, em 1989.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article