Quais metais existem na bala de uma arma?

Escrito por natalie andrews | Traduzido por bruno seixas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais metais existem na bala de uma arma?
Os metais existentes nas balas podem ser diferentes dependendo do tipo de munição (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

A bala de uma arma tem que ser densa o suficiente para se deslocar contra a resistência do ar e a gravidade. Internamente, ela deve resistir a pressão do tiro e a alta temperatura. Uma bala realmente estável deve ser mais maleável do que o cano da arma para não danificá-lo. Além disso tudo, ela deve atender o seu propósito real, seja ele perfurar, expandir, romper, interceptar ou uma combinação deles.

Outras pessoas estão lendo

Chumbo

Chumbo puro é firme e permanece invariável, sendo um material excelente para balas. Chumbo fundido pode ter um núcleo assimétrico e espaços herméticos, porém, essas irregularidades podem ser reparadas com uma modelagem ou um forjamento adequado. O chumbo possui uma densidade que permite que a energia cinética seja enviada para o ponto projetado. Porém, por causa de sua propensão a prejudicar o meio ambiente, os fabricantes de munições costumam substituir esse metal por alternativas mais seguras.

Tungstênio

O tungstênio é considerado uma opção conveniente para o material das balas já que não prejudica o meio ambiente. Porém, as balas de tungstênio são maiores e não podem ser usadas com tipos menores de armas. Em termos de performance, elas correspondem as de chumbo quando misturadas com nylon ou estanho, fornecendo-a massa suficiente. Os pentes de espingardas de caça contém munição de tungstênio.

Ósimo

Desde junho de 2011, o ósmio tem a melhor densidade de todos os metais usados para fabricar uma bala. Além de ser usado em munições, ele também é usado em gramofones, agulhas de bússola, pontas de caneta tinteiro e peças de relógio. Ele possui uma rigidez e resistência contra ferrugem próprias. É o metal perfeito para balas que perfuram blindagem, com uma força de propulsão incrível; duas vezes maior que a do chumbo e três vezes mais do que a do aço. Balas de ósmio tem menor resistência do ar, menos flexibilidade e são mais duras que qualquer outra bala.

Urânio

Produzir balas de urânio é mais difícil que balas de chumbo, pois ele oxida e carboniza facilmente. Com técnicas adequadas privadas de oxigênio, o núcleo da munição de urânio pode ser modelado com facilidade. Após serem revestidas, essas balas se tornam seguras para o uso, e possuem uma densidade maior que o chumbo. Elas possuem um poder explosivo maior quando misturadas com titânio, que também dá maior rigidez e capacidade de penetração, e são muito usadas pelas forças militares para perfurar blindagens.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível