Quais são os perigos do Frontline?

Escrito por cl hardy | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Frontline é um medicamento popular para animais de estimação usado para prevenir a infestação por pulgas em cães e gatos. Enquanto as pulgas são um incômodo para os animais de estimação e as famílias, existem algumas preocupações sobre o uso e os riscos potenciais de Frontline como anti-pulgas. Os efeitos adversos decorrentes de seu ingrediente ativo foram identificados para as pessoas, animais de estimação e outros animais selvagens.

Outras pessoas estão lendo

Significância

O Frontline é um tratamento popular contra pulgas para cães e gatos. Fabricado pela Merial Pharmaceuticals, o seu ingrediente ativo é o fipronil, licenciado para uso em medicina veterinária, como pesticidas. O Frontline é aplicado topicamente e absorvido através da pele de cães e gatos para evitar infestações por pulgas que podem causar problemas dermatológicos e de saúde para animais de estimação e as famílias. De acordo com o fabricante, o remédio é a prova d'água e é recomendado por veterinários no tratamento e na prevenção contra a infestação de pulgas.

Função

O fipronil, ingrediente ativo principal encontrado no Frontline, é um insecticida da família química fenilpirazole. Ele é usada não só para soluções contra pulgas e carrapatos como o Frontline, mas em outros pesticidas utilizados para o gerenciamento de insetos. O fipronil é um ingrediente comum em soluções de controle de formigas, besouros, baratas, cupins e outras infestações. Por si só, fipronil é um agente não tão poderoso. Como um ingrediente ativo no Frontline, ele é parte de uma solução líquida destinada a proteger o animal que o armazena em glândulas sebáceas na pele. Ele destrói insetos por perturbar o funcionamento normal do seu sistema nervoso, e é considerado mais tóxico para eles do que para o homem e animais.

Riscos para cães

Apesar de fipronil e Frontline serem determinados seguros para animais como tratamento de prevenção contra pulgas, tem havido controvérsias sobre o quão seguro esses produtos são para a saúde do animal a longo prazo. De acordo com o Whole Dog Journal, uma publicação mensal sobre cuidados e treinamentos para cães, o ingrediente ativo encontrado no Frontline é um produto químico que tem demonstrado potencial para o sistema nervoso e toxicidade para a tireoide após a exposição a longo prazo. Mesmo com doses baixas, tem sido determinado que o fipronil pode causar problemas dermatológicos, reprodutivos e hormonais.

Riscos em humanos

Embora as instruções de aplicação forneçam indicações de uso para as pessoas aplicarem o medicamento em seus animais de estimação, ainda há risco e preocupação na sua manipulação para o proprietário. As normas advertem para não permitir que a solução entre em contato com a pele humana. No caso de isso acontecer, é aconselhável lavar as mãos imediatamente e evitar tocar em outras partes do corpo. O contato direto e de curto prazo com a pele pode resultar em uma irritação menor. Se ingerido, o ingrediente ativo do Frontline pode causar náuseas, dores de cabeça, dores de estômago, sudorese e até mesmo convulsões. Embora a pesquisa da Agência de Proteção Ambiental seja inconclusiva sobre os efeitos cancerígenos do fipronil sobre os seres humanos, ele ainda é classificado como um possível carcinógeno humano.

Riscos para a vida selvagem

De acordo com o Journal of Pesticide Reform, os medicamentos de prevenção de pulgas como o Frontline persistem na pele de um animal tratado com a solução por tanto tempo quanto 56 dias. Durante esse período, o animal provavelmente vai ter contato com as pessoas e seu ambiente. Como um pesticida geral, o fipronil é considerado tóxico para as aves, lagartos, peixes e outros animais, mesmo em concentrações mínimas. A pesquisa mostra os efeitos adversos evidentes na reprodução.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível