Quais são os perigos da lipoaspiração a laser?

Escrito por isobel washington | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os perigos da lipoaspiração a laser?
A lipoaspiração a laser é um procedimento mais seguro do que a lipoaspiração tradicional (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Os avanços na tecnologia de laser têm surgido com um avanço no procedimento de lipoaspiração, o qual é usado para retirar o excesso de gordura e suavizar o contorno do corpo. A lipoaspiração a laser, também denominada lipólise a laser, oferece um procedimento menos invasivo, menos traumático e menos arriscado do que a lipoaspiração tradicional. Mas ainda há riscos a serem considerados.

Outras pessoas estão lendo

Como a lipoaspiração a laser difere da lipoaspiração tradicional

A lipoaspiração tradicional é uma cirurgia invasiva durante a qual a gordura é aspirada do corpo através de um tubo espesso. As lipoaspirações a laser envolvem a inserção de uma pequena cânula através das bolsas de gordura, a qual absorve e canaliza o laser para emulsificar a gordura. A lipo tradicional, no entanto, pode tratar maiores quantidades de gordura.

Por que é ela um avanço?

A lipoaspiração a laser é considerada como um avanço cirúrgico porque, em comparação com a lipoaspiração tradicional, o processo envolve substancialmente menos sangue. Além disso, ao emulsificar a gordura, a pele após a cirurgia fica mais lisa e há menos probabilidade da ocorrência de celulite. A celulite ou pele irregular é um efeito colateral comum da lipo tradicional.

Queimaduras

Em virtude do fato de que a lipo a laser envolve energia térmica (calor), há o risco de formação de bolhas na pele e queimadura dos tecidos. Se ocorrer uma queimadura no tecido da pele exterior, há um risco maior de infecção e cicatrizes.

Pele e contorno irregulares

Embora a lipoaspiração a laser seja muitas vezes usada para suavizar o contorno, o risco de irregularidades da pele e do contorno ainda estão presentes. Os pacientes podem apresentar "covinhas", textura da pele ondulada ou flacidez da pele na área tratada, particularmente para aqueles com maiores quantidades de gordura.

Pigmentação

Qualquer processo a laser tem com o risco de hiper ou hipopigmentação, a qual é a descoloração escura ou clara da pele. Embora a ocorrência deste efeito possa ser passageira e desaparecer com o tempo, há a possibilidade de que a descoloração venha a requerer tratamento adicional.

Prevenção

Um cirurgião plástico cuidadosamente selecionado, credenciado, bem experiente e qualificado é fundamental para minimizar os riscos e complicações. Pesquise cuidadosamente as opções, tomando nota de quantos procedimentos o cirurgião realizou e solicitar informações sobre os resultados dos pacientes. Esta informação deve estar prontamente disponível e, se não estiver, fique atento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível