Quais os perigos do óleo de coco?

Escrito por denise minger | Traduzido por andressa ferrari arevalo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais os perigos do óleo de coco?
Os produtos de coco, incluindo óleo de coco, possuem elevados níveis de gordura saturada (coconut fruit studio isolated over white image by dinostock from Fotolia.com)

Rico e aromático, o óleo de coco está ganhando popularidade como um auxiliar de beleza e hidratação da pele, bem como um alimento. De acordo com o site MayoClinic.com, os defensores alegam que o óleo de coco pode induzir a perda de peso, um aumento de energia, fornece saciedade duradoura e reduz a compulsão por carboidratos, embora poucos desses benefícios foram baseados em evidências clínicas. Embora o óleo de coco seja geralmente considerado seguro, tanto o uso tópico quanto uso para consumo, ele também pode colocar sua saúde em risco, dependendo da situação, principalmente quando ingeridos.

Outras pessoas estão lendo

Colesterol e doença cardíaca

O óleo de coco é rico em gordura saturada, uma substância conhecida por aumentar o LDL, ou "mau" colesterol. O colesterol elevado e uma alta ingestão de gordura saturada pode provocar o acúmulo de placas nas paredes das artérias, aumentando o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas. Embora seja improvável que pequenas quantidades de gordura saturada sejam maléficas, o consumo de altas doses de óleo de coco pode ser perigoso se você já tiver uma doença cardíaca, ou estiver em risco de problemas cardiovasculares. Consulte seu médico antes de adicionar quantidades significativas de óleo de coco na sua dieta, especialmente se você possuir um histórico familiar de doença cardíaca.

Ganho de peso

Embora os promotores e comerciantes de óleo de coco muitas vezes o elogiarem de forma demasiada como sendo uma ajuda para perda de peso, é mais provável que o óleo de coco lhe faça ganhar mais quilos do que perdê-los. Como explica a MayoClinic.com, o óleo de coco produz quase 120 calorias e 13 g de gordura por colher de sopa, o suficiente para adicionar calorias significativas ao seu menu, especialmente se você consumir o óleo de coco deliberadamente. Se você estiver com sobrepeso, obeso ou com problemas de saúde relacionados com o peso, a gordura corporal adicionada pelo óleo de coco pode agravar as suas condições de saúde.

Dificuldade em digerir

Para algumas pessoas, o consumo de óleo de coco, especialmente em grandes quantidades, pode causar diarreia ou uma dor de estômago. Se você costuma consumir uma dieta de baixa caloria, o óleo de coco pode ser particularmente um fator susceptível a causar o desconforto digestivo. Para evitar esses problemas, recomenda-se que o óleo de coco seja consumido em pequenas quantidades ao longo do dia, ao invés de ingerir grandes doses de uma vez só.

Alergia

Apesar de o óleo de coco não ser um alérgeno comum, algumas pessoas podem apresentar reações adversas após consumi-lo ou usá-lo topicamente. Uma minoria de pessoas alérgicas a nozes também são alérgicas ao coco, e alguns indivíduos podem entrar em choque anafilático ou apresentar outros sintomas graves após consumir produtos feitos de coco. De acordo com Steve Gupta, especialista em alergias, pessoas com alergia ao látex podem experimentar reações cruzadas com algumas frutas e nozes, incluindo o coco. Se você possui alergia a nozes ou ao látex, consulte o seu médico antes de usar óleo de coco.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível