Mais
×

Quais são os quatro pressupostos e princípios básicos da contabilidade?

Atualizado em 23 março, 2017

A profissão contábil abrange globalmente quatro pressupostos contábeis subjacentes fundamentais e quatro princípios contábeis fundamentais. Os pressupostos e os princípios contábeis não são necessariamente as diretrizes legais. Ao contrário, eles são acordos em toda a profissão destinados a padronizar os relatórios financeiros em todo o mundo. Compreender os pressupostos e os princípios contábeis é fundamental para todos os estudantes e profissionais da área contábil.

Os contadores contam com práticas padronizadas da indústria para realizar suas tarefas com precisão (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Pressupostos subjacentes

Os pressupostos contábeis básicos têm a mesma finalidade que os pressupostos gerais na economia. As atividades contábeis ocorrem em um ambiente controlado, utilizando sistemas e processos estáveis. A gestão financeira real ocorre no mundo real, no entanto, o que inclui uma infinidade de variáveis e sistemas. Em essência, os pressupostos contábeis permitem o uso de sistemas controláveis ​​para explicar eventos que ocorrem em um mundo incontrolável.

Princípios contábeis básicos

Os princípios contábeis básicos são derivados dos pressupostos subjacentes. O propósito dos princípios contábeis é tornar os relatórios financeiros mais confiáveis e consistentes para os leitores das demonstrações financeiras, incluindo os investidores, os reguladores e os parceiros comerciais.

Quatro pressupostos

O primeiro pressuposto é o fato de que a empresa em questão é uma entidade jurídica separada dos seus proprietários. Esse é literalmente o caso de empresas e certas formas híbridas de organização, mas isso não é verdade e exige uma suspensão da descrença para empresas em nome individual e de parcerias privadas.

O segundo pressuposto é o fato de que a empresa continuará sobrevivendo e operando em um futuro previsível. Isso permite que os contadores utilizem técnicas como a depreciação que dispersam os custos ao longo de vários períodos futuros.

O pressuposto de unidade monetária estável pressupõe que a empresa terá o benefício de uma unidade monetária estável. Esse é um daqueles pressupostos econômicos que nunca são completamente verdade no mundo real. Os valores de moeda mudam continuamente nos países desenvolvidos e em desenvolvimento, mas esse pressuposto simplifica a avaliação dos ativos.

O último pressuposto é o fato de que as informações financeiras serão preparadas e relatadas em uma base regular no futuro. Esse pressuposto é literalmente verdadeiro para todas as empresas de capital aberto, bem como uma vasta gama de empresas privadas.

Quatro princípios

O primeiro princípio contábil básico é o fato de que os ativos são relatados nos balanços nos seus custos de aquisição, ao invés dos seus valores de mercado atuais. Isso fornece consistência na valorização dos ativos da empresa e do valor líquido.

O princípio da congruência afirma que tanto as receitas quanto as despesas devem ser reconhecidas da mesma forma, seja quando obtidas ou incorridas, ou quando recebidas ou gastas. Isso também adiciona consistência aos relatórios financeiros.

O princípio de reconhecimento de receita afirma que a receita só pode ser reconhecida depois que foi totalmente merecida. Isso impede que as empresas elaborem relatórios de renda para os trabalhos que pretendem realizar no futuro próximo, mas pelos quais ainda não foram pagos.

A princípio da divulgação completa assegura aos leitores das demonstrações financeiras de que todas as informações financeiras importantes são incluídas nas demonstrações financeiras. Isso impede as empresas de não incluir uma informação negativa ao destacar números positivos.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article