Quais são os quatro reinos bíblicos?

Escrito por jamie wilson | Traduzido por alisson dantas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os quatro reinos bíblicos?
O Livro de Daniel é um texto bíblico em grande parte profética datando de pelo menos 200 a.C. (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

No segundo capítulo de Daniel, no Antigo Testamento, o profeta interpreta o sonho do rei Nabucodonosor da Babilônia. Nesse sonho, uma estátua composta de uma cabeça de ouro, peito e braços de prata, ventre e coxas de bronze, pernas de ferro e uma amálgama de ferro para os pés, é esmagada em pó por uma pedra que se torna uma montanha preenchendo o mundo. Várias religiões têm reinterpretado o sonho e a interpretação de Daniel.

Outras pessoas estão lendo

A interpretação da Daniel

Na interpretação bíblica original, Daniel diz ao rei que os quatro metais – ouro, prata, bronze e ferro – representam quatro reinos sucessivos que irão conquistar e governar o mundo. O reino de ouro é a Babilônia de Nabucodonosor. O segundo, o reino de prata que será menor do que a Babilônia. Ele será conquistado pelo reino mais forte de bronze. Finalmente, o reino de ferro conquistará tudo, mas como seus pés são de uma liga metálica fraca, ele será dividido e ao mesmo tempo forte e sensível. Todos esses reinos terrestres, no entanto, serão esmagados pela rocha que representa o reino espiritual de Deus, que preencherá a Terra.

Interpretações clássicas

Estudiosos cristãos desde a antiguidade concordam que os quatro reinos foram Babilônia, Pérsia, Grécia e Roma, com Roma suplantada pela Igreja Católica. Estudiosos judeus, no entanto, acreditam que os quatro reinos foram Babilônia, Média, Pérsia e Grécia, com os pés de argila que representam os Ptolomeus e Selêucidas, que herdaram o império grego de Alexandre.

Outras referências dos quatro reinos no livro de Daniel

Daniel também se refere as quatro bestas em seus capítulos sete e oito que representam os mesmos quatro reinos como na metáfora da estátua: a quarta besta, como na parte de ferro da estátua, seria dividida. O capítulo mais adiante entra em mais detalhes sobre a natureza do último reino de ferro, mas essa é essencialmente a mesma profecia.

As interpretações dos Mórmons e das testemunhas de Jeová

A Igreja de Jesus Cristo dos Mórmons tem uma opinião um pouco diferente. Eles acreditam que o terceiro reino era a Grécia Alexandrina e o quarto o Império Romano. No entanto, eles atribuem aos pés o surgimento de uma Europa dividida, os herdeiros do Sacro Império Romano. Em vez de a Igreja Católica ser a grande rocha, a Igreja Mórmon seria o reino de Deus, que supera todos os outros reinos. As Testemunhas de Jeová têm uma visão semelhante, exceto que eles veem os pés como as nações terrestres pós-apocalípticas que se unem em um único governo mundial para se opor ao reino celestial de Deus. Outras igrejas cristãs evangélicas modernas, semelhante dão um significado mais moderno para essa antiga tradição profética.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível