Quais são os seis sentidos dos seres humanos

Escrito por tiago tostes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os seis sentidos dos seres humanos
Os sentidos dos seres humanos e seus órgãos especializados: orelha, nariz, olhos, pele e boca (Maria Teijeiro/Digital Vision/Getty Images)

Os seres vivos, ao longo da evolução, desenvolveram órgãos e sistemas especializados na interação entre o organismo e o meio ambiente. Os humanos são capazes de sentir aromas, enxergar luz, formas e cores, perceber o toque, ouvir sons dentro de uma faixa de frequência específica e perceber o sabor dos alimentos. Além desses sentidos clássicos, surge a dúvida quanto a um sexto sentido, tema que envolve ficção e ciência. Com novas pesquisas, nosso conhecimento se expande a ponto de podermos desvendar o que antes era considerado algo místico.

Outras pessoas estão lendo

O olfato

O olfato é a capacidade de sentir aromas, agradáveis ou não. O nariz é o órgão que representa o sistema olfativo: ao respirarmos, moléculas responsáveis pelo aroma entram pelo nariz e alcançam as células olfatórias no topo da cavidade nasal. Elas então enviam impulsos nervosos até o cérebro, local onde são produzidas as sensações relativas aos aromas. Esse sistema detecta um aroma por vez, podendo ser uma combinação ou proveniente de uma única fonte. Caso haja vários aromas, o mais intenso será dominante e, com o tempo, ocorrerá a adaptação e o odor forte se tornará imperceptível. Esse sentido combina-se ao paladar para constituir o gosto dos alimentos.

A visão

É graças à visão que podemos enxergar. Os olhos são os órgãos que transformam a informação luminosa em impulsos elétricos que são enviados até o cérebro. Lá, esses estímulos são transformados em imagens. A parte da frente do olho atua como uma lente, convergindo os raios de luz para a retina, onde células nervosas captam e, por meio de reações químicas dependentes de luz, produzem estímulos elétricos que são enviados até a parte de trás do córtex cerebral. Lá, são formadas as imagens que enxergamos.

O tato

O tato é um dos sentidos humanos, representado principalmente pela pele, onde estão os receptores responsáveis por receber o estímulo mecânico e enviá-lo para o cérebro. Esses receptores são prolongamentos longos de neurônios localizados fora do cérebro e que formam os nervos. Após serem estimulados, eles enviam sinais elétricos até o cérebro, onde chegam a determinadas regiões especializadas para o tato. Dessa forma, podemos sentir o toque de objetos ou de pessoas.

A audição

O principal órgão responsável por receber as ondas sonoras é a orelha, dividida em orelha externa, média e interna. A orelha externa é responsável por convergir as ondas sonoras e transferi-las do ar aos microscópicos ossos da orelha média. Esses pequenos ossos, por sua vez, transferem a vibração para o líquido localizado na orelha interna, que estimula os receptores ali presentes. Esses receptores então geram os estímulos nervosos que são enviados até o cérebro para percebermos os sons.

O paladar

O paladar nos permite sentir e diferenciar sabores. O principal órgão responsável por isso é a língua, porém o sabor final que sentimos é uma conjugação de paladar e de olfato, ou seja, de gosto e de aroma. Há regiões da língua mais sensíveis para o doce, salgado, azedo e amargo. Após colocar algum alimento na boca, os receptores localizados na língua enviam os estímulos até o cérebro, onde ocorre a percepção dos sabores.

O sexto sentido

O sexto sentido é tido como a intuição em algumas culturas. Não existe um consenso ou uma prova científica de sua natureza. Alguns dizem estar relacionada à glândula pineal na cabeça quando se trata de sensibilidades relacionadas ao sobrenatural. No geral, o sexto sentido ou a intuição é abordada atualmente como uma mistura entre o científico e o místico (aquilo que ainda não foi alcançado pela ciência, o desconhecido). Espera-se que mais informações sejam acrescidas conforme mais pesquisas de alto nível científico sejam feitas.

Outros sentidos

Outros sentidos menos percebidos pelas pessoas são essenciais para o ser humano. A propriocepção é a localização espacial do corpo. Ela nos permite ter uma noção da localização das partes do corpo independente da visão. Sem ela, até mesmo caminhar se torna difícil. O equilíbrio, sentido constituído por uma parte da orelha interna e pela musculatura da coluna, nos permite ficar de pé. Pela pele, somos capazes de perceber pressão, temperatura e dor, além do toque. Cada uma dessas capacidades humanas tem sua própria região no cérebro, e suas próprias vias para levar a informação até ele.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível