on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Quais sistemas econômicos são mais eficientes para alocar recursos escassos?

A economia é o estudo de como recursos escassos são usados para produzir bens e serviços usados pelas pessoas. Os sistemas econômicos são as formas pelas quais as sociedades alocam recursos para produzir bens e como distribui-los para as pessoas. Alguns sistemas são mais eficientes em alocar recursos do que outros.

Todas as sociedades devem alocar recursos limitados para produzir bens para os consumidores (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Economia do livre mercado

As economias de livre mercado operam pelo mecanismo de preços. Os preços do mercado mudam de acordo com as mudanças nas condições básicas, fazendo com que consumidores e produtores ajustem-se a novas realidades. Não importa muito porque aconteceu a mudança de preço, apenas se eles aumentaram ou diminuíram. O economista F. A. Hayek costumava usar o exemplo de preços de latas para explicar esse sistema. Se as pessoas notarem que o preço está aumentando, elas vão responder economizando o uso de latas. Elas não se importam porque o preço está aumentando, seja pela diminuição de oferta, seja pelo aumento da demanda.

Loading...

Economia mista

Uma economia mista é uma na qual alguns recursos são controlados pelo governo e outros pelo setor privado. O governo geralmente controla e aloca recursos que são considerados bens públicos. Isso incluem grandes recursos, como os usados na Saúde, Educação e pesquisa científica. As economias mistas também permitem que o governo intervenha para corrigir as falhas de mercado. Geralmente são economias livres que respondem ao mecanismo de preços na maioria dos setores. É o segundo mais eficiente em alocar recursos. O Estados Unidos, Hong Kong (agora parte da China) e a Alemanha são considerados por muitos como economias mistas, apesar de alguns considerarem economias de livre mercado.

Economia tradicional

As economias tradicionais são aquelas onde a decisão sobre alocar recursos é baseada em tradições e costumes, geralmente de natureza religiosa. As economias rurais da África moderna ou da Europa Medieval são exemplos. Elas possuem leis fracas, quando possuem, sobre a propriedade, e a terra é alocada de acordo com convenções sociais, algumas vezes de acordo com um sistema hereditário de classes. A eficiência desse sistema depende do mérito das tradições de cada sociedade.

Economias planejadas

Em uma economia planejada, ou controlada, o governo escolhe como os recursos são alocados e determina quais bens devem ser produzidos. O governo central também escolhe como o trabalho é remunerado e quanto ele pode gastar em produção e pesquisa. Apesar de parecer eficiente em teoria, as economias planejadas na prática não respondem eficientemente às forças de mercado reais.

Existem três grandes falhas de eficiência das economias planejadas. Primeiramente, os planos do governo central refletem os gostos e metas dos próprios planejadores, ao invés dos usuários finais dos recursos e produtos. Outro problema é que os recursos são desperdiçados. Como nenhum indivíduo em particular detém a posse dos recursos, eles não têm incentivos de colocar os recursos em seus usos mais produtivos. O terceiro problema é a limitação de escolha. Os consumidores de uma economia planejada encontram extrema uniformidade em seus produtos, quando comparados com uma economia de mercado livre. Essa situação limita suas escolhas econômicas e, dessa forma, não permite que eles exijam do mercado a produção dos bens que precisam.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...