Quais tipos de moléculas orgânicas compõe uma membrana celular?

Escrito por susan davis | Traduzido por ricardo soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais tipos de moléculas orgânicas compõe uma membrana celular?
A membrana da célula é permeável quando necessário (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A membrana celular mantém o conteúdo de uma célula dentro de um espaço definido. Você pode pensar nisso como uma espécie de sacola com fecho. Adicione alguns pequenos furos ao objeto e você teria algo muito parecido com a membrana celular. Os buracos permitem que o conteúdo flua para dentro e para fora da célula. A membrana celular é constituída por três moléculas orgânicas diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Proteínas

A membrana da célula é composta por muitas partes, em oposição a um único componente ou peça. Pense nisso como um quebra-cabeça com todas as peças se encaixando perfeitamente. Um dos principais componentes orgânicos é a proteína, cuja função é ajudar as partículas a se moverem para dentro e para fora das células. As moléculas da proteína podem ser encontradas em torno dos furos pequenos de uma membrana celular. O movimento dessas moléculas de proteínas orgânicas é muito limitado. Elas não são capazes de se moverem ao redor da célula, mas permanecem nos furos na membrana, atuando como receptoras.

Fosfolipídios

Os fosfolipídios formam a maior parte de uma membrana celular e têm a função de conter todos os componentes de uma célula. Eles têm duas extremidades, uma das quais é atraída para a água, chamada hidrofílica, por isso, compõe o exterior da membrana. O outro lado está virado para o interior de uma célula e é hidrófobo. Os fosfolipídios determinam a resistência e a flexibilidade de uma célula e mantêm a sua forma, além de poderem conter o colesterol. A quantidade de colesterol ajuda a determinar a força de uma membrana celular.

Carboidratos

Os carboidratos aderem à superfície exterior de ambas as proteínas e fosfolipídios. Esses também são conhecidos como ácidos graxos. Essas moléculas orgânicas são feitas de açúcares simples e complexos. A função principal dos carboidratos é ajudar a formar uma barreira na membrana celular, de modo que a célula possa ser protegida e que outros tipos de células possam ser reconhecidas. Um exemplo de um carboidrato em uma membrana celular são os antígenos nas células sanguíneas.

Individualização

Cada célula, incluindo a sua membrana, é diferente, assim como as impressões digitais dos humanos. As moléculas orgânicas que formam a membrana da célula são sempre dos mesmos materiais, mas as membranas celulares são todas diferentes em sua composição e formação específica. Essas diferenças controlam a forma como os sistemas do corpo trabalham para ajudar os órgãos funcionarem e combaterem doenças e enfermidades. Elas também garantem que os nossos corpos possam receber medicação e desenvolver antígenos. A individualidade e a especialização de cada célula são o que fazem nossos corpos trabalharem.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível