Quais tipos de piranhas vivem em rios?

Escrito por dominic sutton | Traduzido por valéria wanda fernandes barbosa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais tipos de piranhas vivem em rios?
Piranhas têm dentes afiados e poderosos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Todas as espécies de piranhas conhecidas vivem em rios. A quantidade de espécies que vivem lá, no entanto, é desconhecida. Existe uma controvérsia quanto a classificação das piranhas. Enquanto pelo menos 40 espécies diferentes foram identificadas, nem todos os estudiosos concordam que todas as espécies da lista sejam piranhas verdadeiras. Aquelas classificadas como piranhas são membros da subespécie serrasalmidae da família Characidae de peixes de água doce, de clima tropical e subtropical.

Outras pessoas estão lendo

Gênero Pygocentrus

A espécie de piranha pygocentrus é referida como sendo a "piranha verdadeira". todas as subespécies de pygocentrus são encontradas em rios da América do Sul. A variedade cariba habita as terras baixas do Rio Orinoco e dos rios da região de Llanos, na Venezuela. Elas são mais agressivas e territoriais do que outras subespécies. A subespécie nattereri, comumente chamada de piranha da barriga vermelha, é abundante nos tios das Américas Central e do Sul. Ela foi identificada na Bacia Amazônica, em rios costais do nordeste brasileiro, na Bacia do Rio Paraguai, no Rio Essequibo, em Guyana, e nos rios do Suriname. A ultima subespécie da classe Pygocentrus é a piraya. Esse peixe é maior do que outras piranhas, alcançando tamanhos de até 50 centímetros em ambientes naturais. Ela é encontrada em apenas um rio, o Rio São Francisco, no Brasil. O seu tamanho a caracteriza como a espécie mais assustadora dentre as espécies de Pygocentrus.

Gênero Catoprion

Apesar de não serem consideradas piranhas verdadeiras, o gênero Catoprion, comumente chamadas de piranha wimpel, é referida como piranha porque ela lembra e exibe características similares às daquelas membros do gênero Pygocentrus. De maneira exclusiva, seu alimento preferido são escamas, encontradas boiando na água ou que foram arrancadas de outros peixes. Elas são encontradas no Amazonas, Orinoco, Essequibo e na parte superior da bacia do Rio Paraguai na América do Sul.

Gênero Pristobrycon

Existem cinco espécies de Pristobrycon: scapularis, aureus, calmoni, careospinus e striolatus. Elas são encontradas em rios do Brasil, Guiana, Suriname e Venezuela, de maneira mais aparente na bacia Orinoco. Todas exibem traços onívoros, se alimentado principalmente de peixes menores.

Gênero Pygopristis

Pygopristis, as vezes referidas com piranha dourada ou piranha do dente grande, são encontradas na bacia do Rio Orinoco, no Eixo do Escudo da Guiana, nos afluentes inferiores do Amazonas, Brasil, Guiana, Suriname e Venezuela. Essa espécie é a menos agressiva de todas as piranhas. Embora se alimente de carne e continue sendo um peixe predador, frutas, nozes e sementes fazem parte da sua dieta.

Gênero Metynnis

As vezes referidas como "dólar de prata", elas são diversas espécies de Metynnis. Elas habitam vários rios em toda a América do Sul. Elas não são piranhas verdadeiras, mas são parentes próximas. Geralmente elas são menos agressivas do que piranhas e, embora se alimentem de insetos e vermes, são primariamente vegetarianas.

Fora da América do Sul

A popularidade das piranhas como animais de estimação levou a casos de aparecimento delas em rios fora da América do Sul. É improvável que as piranhas pudessem ter se espalhado para longe do seu habitat natural, mas peixes individuais foram encontrados na Europa e América do Norte, e existem ainda casos de piranhas sendo reportadas em Bangladesh.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível