Quais são os tratamentos para cervicite crônica?

Escrito por michelle kerns | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os tratamentos para cervicite crônica?
Existem três principais tratamentos para a cervicite: cauterização, crioterapia e cirurgia a laser (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Cervicite é uma inflamação dos tecidos no útero de uma mulher. Quase todos os casos resultam de doenças sexualmente transmissíveis e, se ficar sem tratamento, poderá causar problemas médicos de longa duração, inclusive incapacidade de conceber e de manter a gravidez. Normalmente, a cervicite pode ser tratada com eficácia com antibióticos ou outras medicações. Mas, se a doença for crônica, existem três ou quatro tratamentos disponíveis.

Outras pessoas estão lendo

Aspectos

A cervicite é causada geralmente por três doenças sexualmente transmissíveis: tricomonas, gonorreia e clamídia, embora essa afecção também seja causada por micróbios, como estafilococos, herpes-vírus ou estreptococos. A doença caracteriza-se por secreção vaginal acinzentada ou amarela, dor ao urinar e relações sexuais dolorosas, com frequência seguidas de sangramento vaginal ou mácula rubra.

Cervicite crônica

A cervicite crônica caracteriza-se por episódios que mesmo com o tratamento se repetem muitas vezes ou requerem tratamento prolongado para ser curada. Ela pode causar uma série de problemas de saúde, inclusive dificuldade para conceber e um risco até maior de aborto ou parto prematuro, se a mulher conseguir engravidar. A condição também pode representar uma ameaça ao recém-nascido. A mulher que sofre de cervicite crônica arrisca-se não apenas a lesionar a visão da criança durante o parto, mas aumenta a possibilidade de desenvolver uma séria infecção no bebê durante suas primeiras semanas de vida.

Cauterização

Existem três tratamentos principais para a cervicite crônica. O primeiro é a cauterização, na qual um bisturi elétrico, ou cauterizador, aquecido é usado para queimar, ou cauterizar, as células infectadas e com inflamação crônica, localizadas no útero ou ao seu redor. Ainda que essa técnica seja utilizada há muitos anos, já não é tão comum agora que são disponibilizados outros métodos de tratamento.

Criocirurgia

A criocirurgia envolve o uso de gás dióxido de carbono ou óxido nitroso extremamente frio. O gás é usado para congelar e matar as células anormais no útero. Esse gás é administrado por um médico que utiliza um pequeno aparelho manual que é inserido na vagina. A criocirurgia é menos dolorosa que a cauterização, além de ser mais fácil seu controle e monitoramento pelo médico.

Cirurgia a laser

A cirurgia a laser é considerada a melhor opção de tratamento para mulheres com grandes áreas teciduais com inflamação crônica no útero. Por este método, utiliza-se o laser para destruir o tecido da superfície cervical. Essa cirurgia pode demorar mais que os dois outros métodos, além de ser mais cara, mas sua eficácia é grande.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível