Quais são os tratamentos para pólipos pré-cancerosos de cólon ascendente?

Escrito por eric smith | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quais são os tratamentos para pólipos pré-cancerosos de cólon ascendente?
Pólipos de cólon são massas que se formam ao longo do intestino grosso (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Os pólipos de cólon são massas abdominais no contorno do cólon ou intestino grosso. Os pólipos benignos podem ser pré-canceroso ou malignos, sendo que os médicos geralmente precisa testar amostras do tecido dessas estruturas para poderem diagnosticar um câncer. Os pólipos podem crescer no cólon ascendente ou outras partes do intestino grosso. Os médicos removem pólipos, que são descobertos durante um exame do cólon ascendente, para prevenir o desenvolvimento de cânceres futuros.

Outras pessoas estão lendo

Pólipos de cólon

Um pólipo de cólon pré-canceroso pode ter uma aparência lisa ou elevada. Muitas pessoas que desenvolvem essas estruturas não possuem sintomas. A maioria dos pólipos pré-cancerosos de cólon ascendente é encontrada durante um exame físico regular ou durante um teste para outro problema médico. Algumas pessoas podem ter sangramentos anais, que podem inclui sinais como pontos de sangue nas roupas íntimas ou sangue no papel higiênico depois de uma evacuação. Diarreia, constipação ou fezes sanguinolentas que possuem pontos vermelhos ou coloração escura podem ocorrer quando há a presença de pólipos no cólon.

Colonoscopia

Um médico faz uma colonoscopia para localizar e remover pólipo que estão localizados em qualquer lugar do cólon, incluindo a porção ascendente. O médico insere um tubo longo, ou endoscópio, no reto e move-o ao longo de todo o comprimento do cólon. O tubo tem uma pequena câmera que o médico usa para localizar as pequenas massas durante o processo. O profissional então remove cada um dos pólipos com pequenas ferramentas na ponta do endoscópio. Uma lâmina corta o pólipo e calor ou eletricidade cauteriza a ferida, para evitar sangramentos.

Cirurgia

Pólipos no cólon que não podem ser facilmente removidos durante uma colonoscopia podem precisar de uma cirurgia laparoscópica. Um cirurgião faz várias pequenas incisões na parede abdominal e usa um instrumento com uma câmera para localizar o pólipo, removê-lo juntamente à área que o continha e depois fechar a incisão. Pólipos que são cirurgicamente removidos com a cirurgia laparoscópica não crescem novamente, mas outros podem se desenvolver em outros locais do cólon.

Remoção do cólon

Pacientes com polipose adenomatosa familial, ou outras doenças genéticas raras, podem desenvolver sérias complicações dos pólipos, que requerem remoção cirúrgica do cólon e reto do paciente. Um cirurgião usa uma seção do intestino delgado para criar uma bolsa, que ele liga ao ânus. Indivíduos passam a ter movimentos intestinais através dessa bolsa e o ânus, depois do procedimento. Pacientes podem ter várias evacuações por dia que expilam excesso de água com matéria fecal.

Fatores de risco

Pessoas com mais de cinquenta anos de idade e indivíduos com histórico pessoal ou familiar de pólipos no cólon possuem um risco aumentado de desenvolvimento de novos pólipos. Pessoas com histórico de câncer de cólon também podem ter essa chance aumentada. Fatores de estilo de vida que podem aumentar o risco de pólipos de cólon incluem tabagismo, alcoolismo e ingestão de grandes quantidade de alimentos gordurosos. A obesidade e o sedentarismo também podem aumentar o risco de desenvolvimento de pólipos no cólon.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível