Qualidades de um mau assistente jurídico

Escrito por tom ryan | Traduzido por regina fleck
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qualidades de um mau assistente jurídico
Para ser um bom assistente jurídico, não caia na tentação de espalhar as fofocas do escritório por aí (Comstock/Comstock/Getty Images)

Trabalhar como assistente jurídico e participar ativamente dos processos legais pode ser uma carreira muito emocionante. É importante, portanto, se esforçar para ser o melhor. Compreender as qualidades de um mau assistente jurídico pode ajudá-lo a cumprir sua meta - antes de agir, pergunte-se: "O que um mau assistente jurídico faria?" e faça exatamente o oposto.

Outras pessoas estão lendo

Aparência desleixada

Trabalhar como um profissional legal traz grandes responsabilidades e uma delas é ter uma boa aparência. Para ser respeitado na comunidade jurídica, você deve vestir-se adequadamente - os homens devem usar terno e gravata e as mulheres, por sua vez, devem procurar vestir-se com trajes de bom gosto. Uma aparência descuidada, portanto, é uma característica de um mau assistente jurídico. Roupa amassada, barba por fazer, cabelo sujo, piolhos ou outras características físicas geralmente indesejáveis podem denegrir a imagem do seu escritório e lhe custar seu emprego.

Falta de capacidade de organização

Tarefas administrativas, como arquivar e fotocopiar documentos, costumam ser delegadas ao assistente jurídico e exigem muita atenção aos detalhes. Um mau assistente jurídico não tem capacidade de organização. Ele fica confuso e frustrado quando se depara com tarefas administrativas e é negligente quando tem tarefas que exigem sutileza e raciocínio.

Paralegais são frequentemente delegado as tarefas administrativas, tais como trabalhos de arquivamento, fotocópias e outros detalhes orientada que exigem cuidadosa atenção aos detalhes. Um mau paralegal tem habilidades organizacionais pobres. Ele está confuso e frustrado quando confrontados com tarefas administrativas. Ele é negligente ao realizar tarefas que exigem nuance e do pensamento.

Inflexibilidade

Assistentes jurídicos, especialmente aqueles que trabalham para grandes escritórios de advocacia, têm horários irregulares. Um mau assistente jurídico espera ter a mesma rotina todos os dias, sem flexibilidade. Ele sai às 18h, independente do que lhe foi pedido, e se queixa quando é forçado a ficar até mais tarde. Esta não é uma boa maneira de se relacionar com os poderosos da comunidade jurídica.

Tagarelice

Por ter uma posição privilegiada no sistema jurídico, os assistentes têm acesso a uma infinidade de informações confidenciais -- informações privadas, estritamente entre o advogado e o cliente. Um mau assistente jurídico não consegue deixar de espalhar uma fofoca e todos os detalhes dos casos em que trabalha. Ele conta para a família e os amigos os casos dos clientes. Ele divulga informações confidenciais na mídia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível