Quantas pessoas sobreviveram ao naufrágio do Titanic?

Escrito por shelley moore | Traduzido por guilherme rocha
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Quantas pessoas sobreviveram ao naufrágio do Titanic?
O Titanic (Doors from Titanic :-) image by zimous from Fotolia.com)

Dos 2.228 a bordo, cerca de 700 pessoas sobreviveram ao naufrágio do Titanic. A baixa taxa de sobrevivência se dá principalmente pela falta de barcos salva-vidas a bordo do navio, embora outros fatores tenham causado problemas também. O medo dos passageiros ao entrar nos barcos e serem baixados ao mar gelado e famílias desesperadas que não queriam ser separadas também contribuiram para o desastre.

Outras pessoas estão lendo

Tamanho

O número de pessoas que sobreviveram ao naufrágio do Titanic em 1.912 é estimado em cerca de 700 dos 2.228 originariamente a bordo. Um total de 337 passageiros estavam na primeira classe, 285 na segunda classe e 721 na terceira classe. Além disso, havia 885 tripulantes.

Identificação

A maioria dos sobreviventes eram mulheres e crianças da primeira e segunda classe. Isso é lógico, uma vez que os passageiros de primeira e segunda classe tinham acomodações mais perto do convés e foram capazes de chegar lá mais rapidamente, enquanto os passageiros da terceira classe estavam alojados em uma área mais baixa do navio (a terceira classe). As mulheres da tripulação também se saíram melhor do que as mulheres da terceira classe. Em geral, apenas cerca de 20% dos homens sobreviveram comparado com 74% das mulheres e 52% das crianças. Todas as crianças da primeira e segunda classe sobreviveram, em comparação com apenas 34% das pessoas na terceira classe.

Considerações

O Titanic tinha capacidade para armazenar 32 botes salva-vidas, mas apenas 20 estavam, de fato, a bordo. A gerência tinha decidido que muitos botes salva-vidas prejudicariam a estética, e uma vez que o navio deveria ser indestrutível, assumiram que não precisariam dos botes salva-vidas. Note que uma decisão como esta não era incomum para navios de passageiros e estava de acordo com o Conselho de Regulamentação do Comércio.

Consequências

Várias centenas de pessoas a mais poderiam ter sido salvas, mas os botes salva-vidas não foram lotados. Primeiro, algumas famílias desesperadas recusaram-se a ser separadas pelo tratamento preferencial que estava sendo dado às mulheres e crianças. Em segundo lugar, muitos passageiros estavam com muito medo de entrar em um bote salva-vidas no meio da noite escura e ser baixado vários metros até a água gelada, especialmente porque muitos acreditavam que o Titanic era invencível.

Além disso, dois dos quatro barcos dobráveis ​​emergência se soltaram. Um deles cheio de água e, apesar disso, cerca de 20 pessoas foram capazes de chegar até um deles, e pelo menos metade morreu de hipotermia antes que um bote salva-vidas fosse capaz de vir em seu socorro. O segundo flutuou para longe de cabeça para baixo e foi usado como um bote salva-vidas por cerca de 25 pessoas, a maioria membros da tripulação.

Todos que sobreviveram ao desastre estavam em um bote salva-vidas de algum tipo, incluindo cerca de 10 pessoas que foram trazidas para botes salva-vidas depois de saltar na água.

Equívocos

O Titanic poderia não ter afundado se o capitão e o presidente da White Star Line não tivessem decidido parar depois que o navio bateu no iceberg e esperar por resgate. No entanto, de acordo com os membros da tripulação, o presidente estava ansioso para levar o navio para Nova Iorque, EUA, e provar que o Titanic era inafundável. O movimentação na frente do navio causou mais danos aumentando a inundação e as bombas não puderam dar conta de tanta água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível