As quatro propriedades do tecido cardíaco

Escrito por chris steel | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As quatro propriedades do tecido cardíaco
As propriedades do tecido muscular cardíaco definem sua função (Blue Heart image by netzfrisch.de from Fotolia.com)

Há três tipos de tecidos musculares no organismo. Os músculos esqueléticos contraem para executar movimentos corporais externos. Músculos lisos são responsáveis por movimentos peristálticos em veias, artérias e no trato digestivo. O músculo cardíaco, por sua vez, faz bater o coração. Suas características incluem a estriação (faixas claras e escuras perpendiculares à fibra), núcleos centrais, células ramificadas e discos intercalados que as separam. As propriedades desse tipo de músculo são ligeiramente diferentes e incluem excitabilidade, condutividade, contratibilidade e ritmicidade.

Outras pessoas estão lendo

Excitabilidade

A excitabilidade é a capacidade do músculo reagir a quantidades apropriadas de estímulos e de gerar uma ação potencial, que é um pulso elétrico que se espalha por todo o coração para efetuar uma única batida. Os pulsos cardíacos são medidos em duas partes: a sístole se refere à contração; e a diástole engloba o relaxamento. A sístole se inicia, em verdade, poucos milésimos de segundo antes da ação potencial perpassar o órgão.

Condutividade

A condutividade é a capacidade do músculo cardíaco transferir a ação potencial de uma célula muscular a outra, para originar o nó sinusal, o marcapasso do coração. Uma ação potencial desse nó atravessa o coração a uma velocidade entre 0,8 e 1 m/s, se movendo entre as células através dos discos intercalados que preenchem os vãos.

Contratibilidade

Essa é a capacidade do músculo converter um sinal elétrico em um ato mecânico. A potência com que o coração se contrai determina sua capacidade de bombeamento. De acordo com uma apresentação na King Saud University, as células cardíacas agem como se fossem uma só, formando um "sincício funcional" e contraindo de maneira harmônica.

Ritmicidade

É a capacidade do músculo se contrair a intervalos regulares sem enervação, ou seja, sem estímulos nervosos. As ações potencias se originam no nó sinusal, que é um agrupamento de células musculares cardíacas, e não por causa de atividade nervosa. Essa ação se propaga por todas as células, sem envolvimento de neurônios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível