Raças de cachorros que não crescem

Escrito por deborah whistler | Traduzido por erick vasconcelos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Raças de cachorros que não crescem
Embora todos os filhotes se tornem adultos, algumas raças mantêm seu tamanho e aparência por toda a vida (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Todos os filhotes crescem e se tornam adultos, mas raças toy e mini permanecem em seu tamanho e aparência de filhote até a maturidade. Os benefícios de raças toy são muitos. Cães miniatura são pequenos e requerem menos espaço, se adaptando melhor à vida na cidade grande em apartamentos. São fáceis de transportar, já que são pequenos e entram em bolsas. Muitas linhas aéreas permitem que eles sejam levados na cabine dos voos se estiverem em carregadores. Raças toy também comem menos, requerem menos cuidados e são mais fáceis de limpar.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de cães toy e miniatura

Existem muitas raças toy e miniatura. De acordo com o site DogTime.com, o top 10 das menores raças de cães são a bichon frisé, o Boston terrier, o bulldogue francês, o papillon, o chihuahua, o pomerano, o shih tzu, o pug, o poodle toy e o Yorkshire terrier. Outras raças muito pequenas são o affenpinscher, o griffon de Bruxelas, o cão de crista chinês, o dachshund miniatura, o pinscher miniatura, o Norwich terrier, o pequinês, o silky terrier, o West Highland white terrier e o galguinho italiano. Vá aos sites PetsAmerica.com e ToyBreeds.com para encontrar guias online sobre raças toy, completas com descrições e características.

Pesquise as raças

Se você procura por um cachorro pequeno, não escolha somente baseado no visual. Pesquise as raças cujas tendências de comportamento são mais adequadas ao seu estilo de vida, à sua família e personalidade. As raças toy não são todas iguais. Algumas são mais agressivas, liberam pelos e requerem mais cuidados que outras. Algumas são mais sujeitas a doenças, não são boas com crianças, são teimosas e mais difíceis de treinar e algumas têm muita energia e requerem muito exercício. O American Kennel Club tem informações sobre todas as raças toy, incluindo sua expectativa de vida, características de personalidade, cuidados, características congênitas, possibilidade de treinamento e padrões visuais e tamanho.

Treinos são obrigatórios

Embora pareçam filhotes por toda a vida, os cães de raças toy frequentemente requerem tanto treinamento quanto outras raças para que sejam sociáveis, felizes e seguros como animais de estimação. Muitos donos tendem a mimá-los demais presumindo incorretamente que um cão pequeno não requer treinamento. O contrário é verdadeiro. As raças menores são normalmente contrapartes menores de raças maiores e herdaram os mesmos traços de personalidade e comportamento. Um cachorro toy não treinado pode se tornar agressivo, possessivo e ser uma companhia difícil. Sem treinamento, muitos acabam tendendo a morder demais, sendo inseguros para crianças e visitantes.

Controvérsia sobre as raças "tea cup"

Alguns cachorros extremamente pequenos são vendidos como raças "tea cup" (xícaras de chá). São tentativas de criar cães pequenos que caibam numa xícara quando crescidos. Não são cães reconhecidos como raças e normalmente são originários de criadores de reputação duvidosa, que cruzam cachorros consanguíneos para manipular seus tamanhos e fazem partos prematuros. São cães menores, mas que frequentemente sofrem de problemas de saúde, ao contrário de cachorros toy de tamanho normal. Muitos criadores alegam que o rótulo "tea cup" é apenas um esquema de marketing de criadores inescrupulosos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível