Razão de dívida líquida sobre o capital

Escrito por edriaan koening | Traduzido por andressa gonzalez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Razão de dívida líquida sobre o capital
Os gerentes de negócios costumam usar as razões para determinar a saúde financeira de sua empresa (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Os gerentes de negócios costumam usar as razões para determinar a saúde financeira de sua empresa. A proporção de dívida líquida sobre o capital ajuda os gestores a avaliarem se sua empresa possui um nível adequado de dívida. Quando a razão se torna muito alta ou muito baixa, ele alerta os gerentes de negócios que será necessário reorganizar as fontes de fundos da empresa.

Outras pessoas estão lendo

Dívida líquida

Enquanto a dívida bruta inclui toda a dívida de uma empresa, a líquida desconta o caixa da empresa, os equivalentes de caixa e os investimentos de curto prazo da dívida total. Por exemplo, se a empresa tem um total de R$ 1,25 bilhão e tem um saldo de caixa de R$ 1 bilhão, a dívida líquida é de R$ 250 milhões. As empresas que possuem grandes saldos de caixa, muitas vezes, preferem usar a dívida líquida em vez da bruta.

Capital

Você poderá encontrar a quantidade de capital de uma empresa adicionando a dívida líquida da empresa ao patrimônio líquido. Também poderá encontrá-la pela dedução de caixa da empresa, dos equivalentes de caixa e dos investimentos de curto prazo de seus ativos totais. Você poderá usar a dívida bruta para calcular o capital da empresa em outros cálculos, mas deverá sempre usar a dívida líquida se já a usou uma vez no mesmo cálculo.

Razão de dívida líquida sobre o capital

Para determinar a razão de dívida líquida sobre o capital, divida a dívida líquida da empresa por seu capital. Por exemplo, se a empresa tem uma dívida líquida de R$ 69,7 milhões e patrimônio líquido de R$ 226,4 milhões, seu capital totaliza R$ 296,1 milhões e a razão de dívida líquida sobre o capital é de 23,5 por cento. Isso significa que a empresa utiliza a dívida para obter 23,5 por cento dos seus fundos. Tendo em vista que a outra fonte de financiamento é o patrimônio líquido, que pode vir de ações ou fundos injetados pelos proprietários da empresa, significando também que 76,5 por cento dos fundos da empresa vêm de seus acionistas ou proprietários.

Implicações

Geralmente, quanto maior a razão entre a dívida líquida e o capital da empresa, maior o risco que ela enfrenta. Isso acontece, pois manter débitos requer que a empresa faça pagamentos regulares. Por outro lado, os proprietários da empresa ou acionistas tendem a ser mais flexíveis. Como tal, uma empresa com uma proporção de dívida líquida sobre o capital alto enfrenta muita pressão para criar resultados positivos. No entanto, uma razão mais baixa nem sempre é o melhor, pois vários negócios diferem na média da dívida que as empresas carregam.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível