Razões para estar sempre com fome

Escrito por lakshmy nair | Traduzido por juliana néris nakanejo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Razões para estar sempre com fome
Fome constante só é considerado normal em crianças em fase de crescimento ou pessoas muito ativas (food image by brijesh gurnani from Fotolia.com)

Fome excessiva ou fome constante é uma condição conhecida como hiperfagia ou polifagia. Quando um adulto está sempre com fome, ou tem um aumento da necessidade de comida, isso pode ser motivo de preocupação. Isso é especialmente verdadeiro se o aumento do apetite está relacionado a alterações na dieta ou nível de atividade. Fome em excesso pode ser um sinal de problemas como diabetes, distúrbios alimentares ou desequilíbrios hormonais.

Outras pessoas estão lendo

Surtos de crescimento e exercício

Crianças e adolescentes podem ter apetite maior antes e durante surtos de crescimento, o que é normal. O corpo está enviando sinais de fome para assegurar de que haja alimentação suficiente para suportar o crescimento. Um aumento do nível de atividade também pode causar mais fome, pois o corpo tenta compensar a energia perdida.

Desequilíbrio hormonal

O hormônios desempenham um papel importante no funcionamento diário do corpo. Flutuações ou anormalidades no hormônio da tireoide ou adrenalina podem causar fome. Nas mulheres, as flutuações hormonais são comuns durante a gravidez, o que pode torná-las famintas o tempo todo e, como as necessidades nutricionais também aumentam, causam mais fome. As mulheres que têm tensão pré-menstrual (TPM) podem também sentir o desejo de comer mais vezes.

Diabetes

A diabetes é uma doença em que o corpo é incapaz de produzir insulina suficiente ou não é capaz de usar eficientemente a insulina que é produzida. As células do corpo necessitam de glicose para funcionar normalmente, e a insulina é essencial para a conversão do açúcar em glicose. Por causa da deficiência de glicose dos diabéticos, as células são privadas de glicose e, como resultado, o cérebro recebe um sinal de que o corpo necessita de alimentos, o que é interpretado como a fome.

Desordens alimentares

Condições como o transtorno de compulsão alimentar (TCA) e bulimia nervosa são caracterizados por comer em excesso e fome excessiva. As pessoas que sofrem dessas condições tendem a usar alimentos para satisfazer as necessidades emocionais. Pessoas com TCA costumam comer demais para se confortarem em situações difíceis, e sofrem frequentemente de culpa e vergonha, mas são incapazes de se controlar quando comem. Bulimia nervosa é um transtorno no qual os indivíduos afetados comem grandes quantidades de uma só vez, e depois disso retiram a comida vomitando, tomando laxantes ou fazendo dieta excessiva.

Síndrome Prader-Willi (PWS)

Síndrome de Prader-Willi é uma doença genética rara e a fome constante é um dos seus principais sintomas. A fome está sempre presente, porque a parte do cérebro que controla a saciedade e satisfação é prejudicada. A SPW é caracterizada por outros sinais como fraqueza muscular, baixa estatura, dificuldades de aprendizagem e fracas habilidades motoras.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível