Reações adversas à penicilina

Escrito por candace webb | Traduzido por anderson gandor
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Reações adversas à penicilina
A penicilina pode ser administrada com pílulas ou por injeção intravenosa (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

A penicilina tem salvado muitas vidas desde 1928. Foi o primeiro antibiótico produzido em larga escala e revolucionou a comunidade médica, abrindo as portas para o desenvolvimento de inúmeros outros medicamentos. De acordo com o Center for Disease Control (Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos), desde a sua introdução, a penicilina tem sido apontada como um droga milagrosa. No entanto, 7% da população (32 de 100.000 pessoas) é alérgica à droga, e as reações vão de leves problemas de pele até choque anafilático e morte. Compreender os sintomas da alergia e saber como proceder pode ajudar a evitar uma crise médica.

Outras pessoas estão lendo

Função

A penicilina é um antibiótico que possui uma variedade de usos. É considerada um dos antibióticos mais abrangentes, o que significa que pode ser usada para o tratamento de diversas infecções, de leves a severas. No entanto, os especialistas não recomendam seu uso em alguns casos severos de meningite artrite e pneumonia. Ela é geralmente usada para o tratamento de outras infecções, como infecção do aparelho respiratório superior e estreptocócica, infecção dental e escarlatina.

Benefícios

Ela fornece diversos benefícios ao paciente e à comunidade médica. Em função de seu espectro abrangente, pode ser usada no combate de uma variedade de infecções e é relativamente barata, o que a torna acessível às massas. Pode ser ingerida por meio de pílulas ou de injeção intravenosa, o que torna possível que o paciente seja tratado tanto em casa quanto em um hospital. A administração da penicilina em pílula reduz os custos hospitalares ao paciente.

Reações adversas

Reações alérgicas à penicilina vão de leves a ameaçadoras, dependendo da quantidade administrada e do grau de alergia do paciente. Além disso, se alguém é alérgico à penicilina, deve carregar sempre consigo um alerta a todos os profissionais médicos, caso ocorra uma emergência que o impossibilite de comunicar o fato verbalmente. Pessoas com alergia à penicilina geralmente são alérgicas a outros antibióticos também, aumentando a importância de alertar os profissionais médicos de sua condição.

Sintomas leves

Alguns dos sintomas leves de uma reação alérgica à penicilina incluem coceira e erupções cutâneas, diarreia, náusea e vômito. Estes sintomas também indicam uma sensibilidade à medicação, sem que necessariamente ocorra uma reação alérgica. Em alguns casos, os sintomas desaparecem em poucos dias depois da administração do antibiótico. É importante, no entanto, determinar se existe realmente uma alergia à medicação, que ora pode exibir sintomas leves ora uma reação fatal.

Reações severas

Enquanto sérias reações à penicilina são registradas em aproximadamente 10% das pessoas alérgicas à droga, existe também um grande número de pessoas que acredita erroneamente que é alérgica. Esta falsa impressão pode vir do fato de reações comuns e temporárias ao medicamento terem sido confundidas com uma alergia. Sérias reações alérgicas podem ameaçar a vida e, em raras ocasiões, podem ser fatais. Pesquisas revelam que algumas pessoas que mostraram um quadro de reação alérgica e deixaram de ser expostas à penicilina por cerca de uma década deixaram de ter a alergia e puderam receber novamente o medicamento. É importante que um médico controle a administração da penicilina a um paciente previamente alérgico, já que algumas vezes pode ocorrer uma reação mais forte e mais perigosa nestes pacientes. Erupções na pele podem ser um sinal de alergia ou efeito colateral não alérgico. Se for alérgico, será acompanhado de uma urticária crescente. Outra reação alérgica severa à penicilina é o inchaço da face causado pela retenção de líquido. Alguém que seja severamente alérgico pode, ainda, apresentar uma reação semelhante a um ataque de asma, que pode incluir chiado, tosse, vias respiratórias interrompidas e dificuldade ao respirar. A reação mais séria é o choque anafilático. Os sintomas dessa condição ameaçadora e inesperada incluem a redução drástica da pressão sanguínea, dores no estômago, inchaço abrupto da garganta ou da língua e vômito. Este tipo de reação exige tratamento médico imediato.

Advertência

Não é aconselhável compartilhar receitas médicas ou administrar um tipo de medicação que foi prescrito para uma outra pessoa, especialmente em relação a antibióticos. Sem discutir problemas e reações anteriores com um médico, você pode pensar que está tomando um medicamento inofensivo para o que acredita ser uma infecção, e acabar com um reação que pode ser ameaçadora à sua vida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível