Reações caninas a venenos para pulgas

Escrito por elizabeth tumbarello | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Reações caninas a venenos para pulgas
O seu cachorro pode desenvolver alergia aos venenos para pulgas (flickr.com/photos/eraphernalia_vintage/3401056968/)

Os venenos para pulgas são considerados um mal necessário. Essas parecem pular nos cachorros e, antes que você perceba, sua casa inteira está infestada. Infelizmente, alguns cães apresentam reações adversas a medicamentos, que podem variar de leves a fatais. Há uma ampla gama de remédios para esse propósito, e alguns são considerados mais seguros do que outros. Independente do nível de segurança, eles continuam sendo venenosos, portanto devem ser usados com precaução. Há alternativas naturais para tratar animais que não conseguem tolerar os venenos para pulgas.

Outras pessoas estão lendo

Reações leves

As reações leves aos venenos para pulgas podem incluir ofegação, baba e sede excessiva. Esses sintomas são claramente listados na maioria dos rótulos desses medicamentos e não são motivos de preocupação, a menos que afetem o animal por um período prolongado de tempo – quatro horas ou mais. Forneça água fresca e limpa para seu cachorro e incentive-o a beber.

Reações adversas

As reações adversas a venenos para pulgas podem ser muito mais graves. Elas podem incluir convulsões, vômitos, sintomas de choque, como tontura e desorientação, e morte. De acordo com a Agência de Proteção Ambiental, que regula esses produtos nos EUA., os cachorros apresentam mais reações adversas aos venenos para pulgas de venda livre do que àqueles que são disponibilizados e aprovados por veterinários.

Tipos de químicos

O Conselho Americano de Defesa de Recursos (NDRC) compilou uma lista dos químicos seguros, moderadamente seguros e geralmente danosos encontrados nos produtos de controle de pulgas. Amitraz, Propoxur, Fenoxycarb, Permethrin e Tetrachlorvinphos (TCVP) têm sido considerados causadores de reações adversas e devem ser evitados, se possível. Os produtos de controle de pulgas contendo fipronil, imidacloprida, metaflumizona, piretrinas e selamectina são seguros, mas devem ser mantidos longe de crianças, mulheres e animais gestantes. O Lufenuron, Nitenpyram, Piriproxyfen, S-methroprene e Spinosad são considerados as opções mais seguras pelo NDRC.

Quando consultar um veterinário

Consulte um veterinário antes de começar qualquer regime de controle de pulgas, principalmente se a seu cão estiver doente, velho, prende ou amamentando ou comprometido fisicamente de alguma forma. Se seu cachorro apresentar sintomas de uma reação adversa, contate seu veterinário ou um hospital veterinário de emergência imediatamente e peça ajuda. Reações graves podem causar a morte em questão de horas e não devem ser negligenciadas.

Métodos alternativos de controle de pulgas

Banhe seu cachorro e use um pente fino para remover todas as pulgas vivas do seu pelo. A manutenção do ambiente do animal, particularmente as áreas externas e onde ele dorme, deve ser meticulosa para prevenir uma nova infestação. Muitas pessoas afirmam que obtiverem bons resultados usando a terra diatomácea, que lacera e desidrata as pulgas com as quais entra em contato. Alguns animais podem ser sensíveis a essa substância também. Use apenas terra diatomácea comestível, e certifique-se de que o animal não se molhe. O material perde sua eficácia quando está úmido e precisa ser reaplicado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível