As reações da vacina nos cães

Escrito por elizabeth maginnis | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As reações da vacina nos cães
Aprenda a cuidar do seu cão ao vaciná-lo (Thanks to strollers and Creative Commons for the photo)

Como parte essencial do cuidado com um animal de estimação, é comum que os veterinários apliquem vacinas. Na verdade, a vacinação antirrábica regular é obrigatória por lei. É amplamente aceito pela comunidade veterinária que as doenças evitadas são mais perigosas do que as próprias vacinas. No entanto, algumas delas desencadeiam reações adversas que podem se desenvolver em emergências médicas graves.

Outras pessoas estão lendo

Anafilaxia

A anafilaxia é uma reação alérgica imediata e com risco de morte a uma substância ingerida ou injetada, incluindo as substâncias contidas na vacina. Desenvolvendo-se dentro de poucos minutos a mesmo horas após a vacinação, a anafilaxia pode resultar em choque, dificuldades de respiração, parada cardíaca e morte. Outros sinais da reação incluem gengivas pálidas, membros frios, ritmo cardíaco rápido juntamente com pulso fraco e inchaço facial. É uma emergência médica que requer atenção imediata — deve ser administrada epinefrina poucos minutos após a reação.

Problemas neurológicos e oculares

As reações de vacinação que ocorrem com maior frequência em cães são de natureza neurológica. A vacina da cinomose canina, que pode causar inflamação do cérebro, é a fonte da maioria dos casos. Foi relatado que a vacina contra o sarampo causa danos ao sistema nervoso em filhotes. Uma formulação da vacina de adenovírus canino tem sido ligada a uma forma de inflamação ocular conhecida como "olho azul". No entanto, a formulação foi alterada, e agora o problema raramente ocorre.

Dor local e inchaço

O cão pode desenvolver dor, inchaço, vermelhidão e irritação no local de vacinação dentro de minutos a até uma semana após a injeção. Abcessos resultantes de uma reação excessiva à substância da vacina podem também desenvolver-se no local da injeção.

Febre e perda de apetite

O cão pode ter uma ligeira febre, perda de apetite e depressão dentro de um dia ou dois depois da vacinação, o que ocorre na maioria das vezes com uma vacina viva modificada. Nenhum tratamento é necessário, a menos que os sintomas se tornem graves e durem mais do que dois dias.

Reações específicas de raiva

A vacinação antirrábica é obrigatória por lei, mais para a proteção dos seres humanos do que para os próprios cães. A maioria dos animais consegue tolerar a vacina, mas os que não conseguem acabam ficando doentes. As reações mais comuns às injeções da raiva são agressividade, desconfiança, mal estar, comportamento destrutivo, medo de estar sozinho e latir para objetos imaginários. Para reduzir a probabilidade de reação adversa, o dono do cão pode administrar um remédio homeopático, especialmente formulado por um veterinário para esse fim, no prazo de duas horas após a vacinação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível