Como fazer reanimação cardio-vascular em cães

Escrito por elizabeth tumbarello | Traduzido por evelyn lima
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer reanimação cardio-vascular em cães
Saber fazer RCP canina pode salvar a vida de um cão (http://www.flickr.com/photos/pmarkham/2240556855/)

A ressuscitação cardio-pulmonar canina (RCP) baseia-se na emulação da respiração e do pulso de um cão em situação de emergência. Saber executá-la pode aumentar muito as chances de sobrevivência do seu amigo nestas condições.

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Cão

Lista completaMinimizar

Instruções

    Vias aéreas

  1. 1

    Verifique a abertura das vias aéreas, procurando objetos estranhos ou secreções. Se existirem, prossiga para a próxima seção; se não, vá ao próximo passo.

  2. 2

    Deite o animal de lado.

  3. 3

    Levante sua cabeça, apenas o suficiente para estender o pescoço.

  4. 4

    Puxe sua língua ligeiramente para fora da boca, entre os dentes da frente.

  5. 5

    Remova com os dedos qualquer objeto ou secreção das vias aéreas do cão.

    Respiração

  1. 1

    O cão está respirando? Se a resposta for sim, permita-lhe sentar-se ou deitar-se na posição que preferir e prossiga para a próxima seção; caso contrário, vá ao próximo passo.

  2. 2

    Libere as vias aéreas como na primeira seção.

  3. 3

    Para cães de porte médio a grande, cubra a boca do animal com a sua mão, segurando a mandíbula cerrada. Em cães pequenos, a sua boca fará este trabalho.

  4. 4

    Posicione sua boca sobre o nariz do cachorro e expire o ar com força.

  5. 5

    Faça ventilações rápidas desta maneira quatro ou cinco vezes e observe se o cão consegue respirar sozinho. Continue o trabalho até que isso aconteça ou por, no máximo, 20 minutos.

    Circulação sanguínea

  1. 1

    Sinta o pulso ou os batimentos cardíacos do cão. Se não houver, vá ao Passo 2.

  2. 2

    Deite o cão sobre o lado direito do seu corpo. Ajoelhe-se perto dele, de frente para o peito.

  3. 3

    Posicione a palma de uma das suas mãos sobre as costelas do animal no ponto de encontro com os cotovelos, aproximadamente na quinta costela.

  4. 4

    Coloque sua outra mão sob o corpo do cão e pressione-o de 1 cm a 2,5 centímetros.

  5. 5

    Alterne as compressões com a respiração -- artificial ou do próprio cachorro. Você deve fazer de três a cinco compressões por inspiração.

    Cães médios e grandes

  1. 1

    Deite seu cão sobre o lado direito do seu corpo.

  2. 2

    Fique de pé ou ajoelhe-se de frente para as costas do cão. Estique os braços e junte as mãos, uma sobre a outra.

  3. 3

    Com as mãos, comprima o peito do animal onde normalmente seria o ponto de encontro com o cotovelo, ou aproximadamente na quinta costela.

  4. 4

    Aperte o peito do animal de 2,5 cm a 7,5 cm a cada vez.

  5. 5

    Execute de duas a cinco compressões por inalação de ar -- natural ou artificial.

    Cães muito grandes (acima de 40 Kg)

  1. 1

    Fique de pé ou ajoelhe-se de frente para as costas do cão.

  2. 2

    Estique os braços e coloque uma mão sobre a outra.

  3. 3

    Comprima o peito do animal no ponto de encontro com o cotovelo, ou aproximadamente a quinta costela.

  4. 4

    As compressões deverão afundar o tórax do bicho de 5 cm a 10 cm.

  5. 5

    Execute de seis a dez compressões por fôlego -- artificial ou natural.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível