Receitas caseiras de cerveja

Escrito por danita fausek | Traduzido por débora faggioni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Receitas caseiras de cerveja
Cerveja: uma bebida especial (Microsoft ClipArt)

O que poderia ser melhor do que um copo de sua cerveja favorita, enquanto assiste aquele jogo de futebol aos domingos? Ou um "litrão" de cerveja com sua pizza favorita. Uma ótima cerveja, além da satisfação de saber que o que você está bebendo foi preparado com ingredientes escolhidos a dedo, converteu-se de um passatempo em casa a uma indústria emergente. Compreender os conceitos básicos é apenas o primeiro passo para a criação de receitas de cerveja.

Outras pessoas estão lendo

História Moderna

A indústria da cerveja no final dos anos 70 e início dos anos 80 estava entrando em recessão. Fabricantes de cerveja foram se concentrando em fazer cervejas cada vez mais leves, atingindo um público cada vez mais jovem e saudável. Os métodos e receitas tradicionais foram deixados de lado. Cervejas alemãs e inglesas e outras estrangeiras foram retiradas das prateleiras, tornando-se cada vez mais difíceis de encontrar. Esta foi a chama que acendeu a indústria cervejeira artesanal. A única forma de os entusiastas americanos poderem experimentar os sabores mais especiais de cervejas estrangeiras era fazê-las, tornando-se assim microcervejarias ou "mestres" cervejeiros. Em 1998, havia microcervejarias em todo o país produzindo cervejas clássicas, custando uma fração do preço das marcas padronizadas e mais populares. Em 2001, havia mais de 1.400 microcervejarias, e a indústria estava se estabelecendo bem. Embora as três maiores empresas de cerveja terem se consolidado em uma fatia de 96% do mercado de cerveja, a "artesanal" ou microindústria responde pelos 3% restantes, e cresce cada vez mais.

Receitas caseiras de cerveja
A fabricação artesanal tem obtido prestígio entre os consumidores

Estilos/tipos de cerveja

Todo apreciador de cerveja tem sua preferência do tipo de cerveja que consome. Assim também os cervejeiros têm preferências quanto os estilos de cerveja que fabricam. Compreender os estilos de cerveja permite se ter ideia de alguns ingredientes que podem ser combinados para criar aquele sabor único que cada cervejaria está procurando. India Pale Ale tem uma cor média entre ouro e cobre, com um sabor forte e ligeiramente amargo. Normalmente possui um teor alcoólico de cerca de 6%, os India Pale Ales mais recentes, ou IPAs, tendem a ter uma fragrância floral ou cítrica. Brown Ale (cerveja marrom) - Uma das tradições mais antigas em cerveja, a maioria das cervejas feitas antes de 1700 era uma brown ale. Três variedades de brown ale decorrem de variações climáticas e gosto. A do norte (inglesa) tende a ter uma cor castanha marrom e seca, a do sul já apresenta um sabor de fruta, sendo levemente mais escura, enquanto a versão dos EUA tem mais lúpulo, sabor encorpado e cor. Pilsner - A cor dourada brilhante é a marca registrada desta cerveja. Enquanto grandes cervejarias adicionam arroz ou milho para dar a Pilsner seu sabor tradicional mais leve, os cervejeiros tradicionais fazem todas as variedades de malte que realmente remetem ao sabor das 1841 cervejas da República Checa. Este é um dos estilos de cerveja mais populares, seja na versão artesanal ou das comercialmente fabricadas no mundo. American Amber Ale - Feita com malte cristalizado e lúpulo, esta cerveja contém um equilíbrio quase perfeito entre os sabores doce e seco. A cor avermelhada rica vem do cristal ou malte caramelizado. American Pale Ale - Se não para os produtores caseiros, a tradição da pale ale teria desaparecido pelo final dos anos 80. A american pale ale de hoje tem uma cor âmbar e é considerada mediamente encorpada, com sabor forte e aroma de lúpulo floral. Cerveja de trigo - Uma tradição antiga que foi ressuscitada por cervejeiros artesanais, a cerveja de trigo combina maltes de trigo e cevada. Geralmente turva, essa se tornou a base da maioria das cervejas de fruta.

Receitas caseiras de cerveja
Há uma grande variação entre os estilos de cerveja

Ingredientes

Como em qualquer boa receita, os ingredientes são a chave para o resultado. Quanto melhores os ingredientes, mais saboroso o produto final. Entender quais são os principais ingredientes para se fazer uma receita de cerveja é um dos primeiros passos para se criar a sensação de novo sabor. Malte e extrato de malte - Enquanto a maioria das receitas de cerveja exige extrato de malte, a maioria das cervejas artesanais também adiciona alguns grãos de malte para realçar o sabor. Extrato de malte é feito a partir de trigo maltado ou cevada e está disponível nas formas líquida ou de pó seco. Ele traz o "açúcar" da mistura. Grãos de malte e grãos não maltados são adicionados à cerveja para conferir textura extra para vários estilos de cerveja. Arroz ou milho (Aditivos) - são adicionados às receitas de cerveja como açúcares fermentáveis, que resultam em álcool e dióxido de carbono. Adicionados à receita, não acrescentarão por si só sabor ou textura à cerveja. Usados no lugar de malte ou extrato de malte, os aditivos de arroz ou milho criarão uma cerveja mais leve e com menos sabor. Lúpulos - Estas flores são adicionadas à cerveja em várias etapas durante a sua fabricação. Adicionando-as cedo proporcionarão a amargura, por vezes necessária para equilibrar a doçura do malte. Já quando acrescentadas mais tarde, adicionarão sabor e aroma. Existem diferentes tipos de lúpulos que são usados para fermentar diferentes estilos de cerveja. Por exemplo, o lúpulo em cascata é um ingrediente da American Pale Ales, enquanto o fuggles resulta em uma cerveja mais grosseira, no estilo Inglês. Fermento - Um dos ingredientes mais importantes, a levedura reage com o malte ou com os aditivos para originar o processo de fermentação. Se você deve usar um fermento ale ou lager, vai depender do estilo de cerveja que você está fabricando e as características de fermentação que deseja para o seu produto final, Água - A água da torneira pode ser usada, enquanto que a clorada ou a altamente mineralizada alterarão o sabor da bebida. Água destilada ou mineral devem ser consideradas com cuidado, pois mantém seus sabores originais. Minerais - Certos minerais podem ser adicionados à receita para imitar certas áreas do mundo. Por exemplo, o gesso, o sal de mesa e mesmo os sais de epsom podem ser adicionados à bebida fermentada para duplicar a água muito dura de algumas regiões da Inglaterra.

Receitas caseiras de cerveja
Lúpulos, cevada e trigo são ingredientes importantes

Receita básica de cerveja

Para esta cerveja básica, mas deliciosa, você vai precisar de um pote grande (o suficiente para armazenar cerca de sete litros), um grande plástico estéril (deve ser de qualidade alimentar) ou balde de vidro (10 litros), colher inoxidável, hidrômetro e tubo estéril. É muito importante que todo o material utilizado para fabricar cerveja seja esterilizado, incluindo as garrafas para o armazenamento. A receita pede uma lata de 1,130 kg de de extrato de malte, 6-7 xícaras de açúcar refinado e 1 colher de chá de fermento. Ferva cerca de 7 litros de água, adicione a lata de extrato de malte e deixe ferver por cerca de 20 minutos, mexendo sempre. Adicione o açúcar e mexa até dissolver. Despeje em um balde (de um nível elevado para aumentar a aeração). Adicione água ao balde até que a mistura atinja a temperatura ambiente. Polvilhe uma colher de chá de fermento e misture bem. Cubra levemente e guarde em um local fresco e escuro, onde permanecerá em repouso por 10-12 dias. Depois de deixar descansar, faça uma leitura com um hidrômetro. A leitura deve ser aproximadamente 1,000. Deixe que a mistura de continue a fermentar até que o nível seja atingido. Para Frasco: (Usando frascos esterilizados e tocas) Coloque 1-2 colheres de chá de açúcar na garrafa. Suavemente coloque a cerveja nas garrafas usando o tubo esterilizado. Certifique-se de não transferir qualquer sedimento do fundo do balde para dentro da garrafa. Deixe um espaço de cerca de 2,5 cm a parte superior da garrafa e o nível da cerveja. Tampe bem a garrafa. Vire-a de cabeça para baixo e agite até que o açúcar se dissolva. Guarde as garrafas em temperatura ambiente por mais 2 dias, então armazene-as num local fresco e escuro, até que estejam prontas para beber. Quanto mais tempo a cerveja permanecer engarrafada, mais saborosa será.

Receitas caseiras de cerveja
Quanto mais tempo engarrafada, melhor (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Ingredientes para uma receita americana Pilsner

Esta receita saborosa faz 5 litros de cerveja do estilo americano Pilsner. Primeiramente, reúna os ingredientes e, em seguida, proceda o mode de fazer. Por favor note que esta receita é a criação de Matthew Manning, e foi encontrada no site beerrecipes.org.

2,720 kg de malte pilsner 453 g de malte suave para cerveja 453 g de arroz 226 g de cevada em flocos 226 g de milho em flocos 115 g de malto-dextrina em pó 21 g de lúpulo saaz (4,2% de AA, durante 90 minutos) 7 g de lúpulo saaz (4,2% de AA, durante 30 min) 28 g de lúpulo em cascata (AA 4,9%, durante 2 min) 28 g de lúpulo em cascata (AA 4,9% para lúpulo seco) Fermento para cerveja inglesa de Nottingham ou fermento W # 2112 para cerveja pilsen da Califórnia.

Modo de fazer da receita americana pilsner

Ferva o arroz por 30 minutos e misture com água para homogenizar. Primeiro descanse a 34,40°C por 30 minutos para a quebra dos aditivos. Aumente a temp. para 50° C por 30 minutos para a degradação das proteínas. Aumente a temp. para 60°C por 15 minutos para uma melhor retenção principal e clareza. Aumente a temp. para 67,22°C por 45 minutos para a conversão do amido. Aumente a temp para 70°C por 20 minutos para uma conversão completa. Baixe a 75,56°C por 10 minutos. Asperja com água a 75,56°C a um pH< 6. Ferva o mosto e adicione 21 g de lúpulo saaz. Ferva durante 60 minutos. Adicione 7 g de lúpulo saaz. Ferva durante 30 minutos. Adicione 28 g de lúpulo em cascata. Ferva durante 2 minutos. Force o resfriamento, se possível. Junte a massa e areje. Reidrate a levedura Nottingham e leve a 18,33°C. Fermente por 4 a 7 dias ou até retirar todo o ar perceptível na câmaral. Junte para a secundária. Reduza a temperatura a 1-4°C. Coloque o fermento W #2112 starter (> = 400ml) a 12,7°C. Reduza a temperatura a 1-4,4 °C por 4-6 semanas ou até que você decida engarrafar.

72 horas antes do engarrafamento: Adicione 28 g de lúpulo em cascata diretamente no secundário. 48 horas antes do engarrafamento: Adicione seu clarificador favorito, se necessário - gelatina, Polyclar, etc 24 horas antes do engarrafamento: aumente a temp. para 15,56°C.

Engarrafe e deixe descansar em 15,56°C por 1 semana; em seguida, reduza a temperatura para um "lagering" prolongado (1-7°C) ou para beber (4-12).

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível