Como reduzir o comportamento medroso de um gato

Escrito por catherine rayburn-trobaug | Traduzido por bruna leoncio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Os gatos podem ser nossos melhores amigos e nos amar incondicionalmente. Além disso, eles trazem humor e carinho a nossas vidas, e nós podemos admirar sua independência e comportamento próprio de realeza. Mas quando um gato doméstico fica assustado, ele pode nos atacar. Se a rotina dele for modificada ou interrompida abruptamente, ele pode reagir de três maneiras: lutar, fugir ou ficar paralisado. A forma como você lida com essa reação pode acalmar seu gato ou deixá-lo ainda mais apavorado.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Manta ou toalha grande

Lista completaMinimizar

Instruções

    Acalmando um gato assustado

  1. 1

    Determine o que está causando o medo no seu gato. Se a razão for óbvia, como um cão ameaçador, tente retirar o gato dessa situação. Utilize uma manta ou uma toalha para envolver ao redor do bichano e removê-lo seguramente da área. Se isso não for possível, tente remover a fonte do medo.

  2. 2

    Se não houver nenhuma razão aparente para o medo do bichano, marque uma consulta com o veterinário para ver se o gato está com alguma doença ou algum machucado.

  3. 3

    Se o seu gato se esconder, não o perturbe até que ele se acalme. Garanta que ele tenha acesso à comida, água e caixa de areia.

  4. 4

    Fale com o animal em uma voz calma, baixa e não faça movimentos repentinos. Quando ele estiver calmo, comece a acariciá-lo devagar.

  5. 5

    Volte à rotina assim que possível. Os gatos, assim como a maioria dos animais domésticos, ficam chateados com mudanças. Algumas delas, como uma casa nova, podem ser inevitáveis. Assim, você terá que dessensibilizar o gato desse medo.

    Dessensibilizando um gato

  1. 1

    Introduza a fonte do medo, seja um bebê, o aspirador ou qualquer outra coisa, enquanto estiver, por exemplo, acariciando e mimando o gato. Ao fazer isso, mantenha a fonte do medo do outro lado do cômodo e vá diminuindo essa distância aos poucos.

  2. 2

    Mantenha essa primeira sessão curta. Comece com apenas alguns minutos e aumente o tempo de acordo com as reações do animal. Tente acrescentar alguns minutos a cada sessão.

  3. 3

    Se o gato decidir lutar, utilize algum tipo de restrição suave, como uma coleira ou uma toalha. Arranhões e mordidas podem infeccionar rapidamente.

  4. 4

    Se o medo do gato aumentar ao invés de diminuir ou se você não perceber nenhuma melhora em uma semana dessas sessões, peça a ajuda de um profissional em comportamento felino.

Dicas & Advertências

  • Não puna seu gato por ser medroso. Essa é uma reação natural e a punição não impedirá que ela aconteça.
  • Se a reação do gato for muito violenta, não o force a enfrentar a fonte do medo. Isso pode traumatizá-lo.
  • Se você for mordido ou arranhado, limpe a ferida imediatamente e consulte um médico caso qualquer sinal de infecção se apresente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível