Como reduzir o preconceito e os estereótipos nas escolas

Escrito por lauren griffin | Traduzido por jose airton almeida neto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como reduzir o preconceito e os estereótipos nas escolas
A educação pode ajudar a reduzir o preconceito e o estereótipo nas escolas (chess pieces image by Steve Johnson from Fotolia.com)

O bullying e a violência entre os estudantes podem estar presentes nas escolas. O principal motivo da maioria dos casos de bullying são os estereótipos (generalizações) acerca de um grupo de pessoas, e o preconceito, que é uma opinião ruim sobre um grupo baseada nesses estereótipos. Ao trabalhar com isso e educar os jovens sobre os estereótipos e preconceitos, os professores podem ajudar as escolas a serem lugares mais seguros e tranquilos para todos os estudantes.

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Encare o problema encorajando os professores dos ensinos fundamental e médio a falarem durante as aulas sobre estereótipos e preconceito. Discuta o racismo, o anti-semitismo, o sexismo, a homofobia e outros assuntos. Pesquise sobre os diferentes estereótipos, as origens dos mesmos e como eles influenciam na visão que as pessoas têm umas das outras. Através dessas discussões, jovens e crianças poderão compreender melhor as injustiças do preconceito e os perigos em estereotipar um grupo de pessoas.

  2. 2

    Fale sobre as diferentes culturas. Ensine aos alunos sobre as diferentes raças, etnias, religiões e outros grupos, ajudando os estudantes a conhecerem a verdade sobre as pessoas que são diferentes deles. Atividades descontraídas, como as discussões a respeito dos feriados festivos ou a preparação de comidas regionais, podem ser uma oportunidade para explorar as diferenças e as semelhanças entres os grupos. Para planejar a aula, pesquise planos online (veja Fontes) para encontrar várias atividades multiculturais elaboradas para o ensino infantil sobre a diversidade cultural. O aprendizado relacionado à diversidade cultural torna-os menos propensos a pré-julgamentos.

  3. 3

    Os livros infantis podem servir como um modo de introduzir e ilustrar esses assuntos delicados para os alunos mais novos, pois uma imensidão deles possui histórias sobre estereótipos e preconceitos. O site "Compreendendo o Preconceito" oferece um extenso catálogo sobre o tema (veja em Fontes, logo abaixo, na página). Um professor pode começar a ler uma história e iniciar uma discussão sobre o tema e assuntos relacionados. Poderá também fazer várias perguntas sobre o que os personagens sentem e relacioná-las às experiências pessoais dos próprios alunos, tornando o tema mais fácil de ser entendido pelas crianças mais novas.

  4. 4

    Convide alguém com experiência ou conhecimento sobre o tema e apresente-o aos estudantes. Policiais, funcionários públicos e membros de associações comunitárias de diferentes grupos interessados em contar publicamente sobre histórias pessoais podem mostrar aos estudantes os perigos do preconceito e dos estereótipos. Ao presenciarem um exemplo real sobre o preconceito e os perigos causados por ele, os estudantes podem entender mais facilmente como as palavras podem machucar outras pessoas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível