×
Loading ...

Como refletores de bicicleta funcionam?

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A maioria das bicicletas possui um refletor vermelho na parte de trás, embaixo do banco, e um refletor branco na frente, bem abaixo do guidom. Às vezes, há também um ou dois refletores nos raios de cada roda. É difícil o suficiente para um motorista ver um ciclista durante o dia, mas é quase impossível ver um pedalando ao longo do acostamento à noite, sem a ajuda de refletores que se iluminam com a incidência de luz. A maioria dos refletores de bicicletas inclui centenas de refletores de canto de cubo que se parecem com favos de mel, com células hexagonais. Essas células refletem a luz que incide sobre elas de volta para sua fonte, ao contrário de um espelho, que reflete a luz, mas lança um brilho intenso conforme ele faz isso.

Reflexão interna total

Assim como um diamante facetado, que parece brilhar com uma chama interna quando uma fonte de luz incide sobre ele, um refletor de bicicleta não precisa de uma fonte de energia externa a não ser a luz para produzir iluminação. As paredes das células hexagonais possuem um ângulo precisamente correto para permitir que a reflexão interna total ocorra. A luz viaja em linha reta, mas os ângulos em uma célula de um refletor, como um feixe de luz, rebatem em uma parede, então em outra e assim por diante, continuamente retraçando seu caminho. Devido ao fato de o plástico das paredes das células hexagonais ser denso o suficiente, a luz é refletida contra elas e refratada, também, quando ela sai do refletor, conforme o farol de um carro passa além do ciclista, alterando o ângulo da fonte de luz.

Loading...

Problemas potenciais com refletores de bicicleta

Para que os refletores da bicicleta funcionem adequadamente, o ângulo da fonte de luz, como é o caso do farol dos carros, deve incidir diretamente sobre eles. Se o feixe estiver em um ângulo mais perpendicular, os raios de luz são refratados para fora das células de plástico, ao invés de serem refletidos internamente. Portanto, o farol de um carro cruzando na frente de um ciclista não fará com que os refletores se iluminem e uma situação perigosa pode acontecer. Na neblina ou chuva, os raios de luz ficam espalhados e dispersos, fazendo com que os refletores se tornem menos eficazes. Faróis ou refletores sujos também podem atrapalhar essa reflexão de luz. Se o farol do carro ou os refletores não estiverem corretamente posicionados, o ciclista não estará protegido à noite, o que é o motivo para ciclistas mais sérios usarem luzes adicionais à noite, como luzes com bateria e lanternas traseiras.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...