Regime de tratamento para celulite auricular

Escrito por jessica edwards | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Regime de tratamento para celulite auricular
Remédios para celulite auricular

Celulite auricular é uma doença dolorosa tratável ​​do ouvido externo que pode resultar em dor que irradia para dentro da própria orelha. Muitas vezes, ela pode ser mal diagnosticada e por isso é importante que qualquer vermelhidão geral, sensibilidade e dor possam ser verificadas por um clínico ou médico do ouvido, nariz e garganta (otorrinolaringologista) para diagnóstico adequado. Uma vez que o paciente tenha um diagnóstico definitivo, um plano de tratamento será prescrito.

Outras pessoas estão lendo

Sintomas e motivos do tratamento

Celulite auricular pode ser confundida com muitas doenças, tais como eczema e dermatite e, por isso, é importante conhecer os sintomas associados. Um médico pode identificar celulite auricular corretamente, mas os sintomas a seguir podem ajudá-lo a predeterminar o problema antes de visitar o médico.

Geralmente, os doentes mostram sensibilidade, vermelhidão na pele (eritema) e inchaço do ouvido externo, particularmente no lóbulo, bem como uma sensação de calor na área. A pele facial adjacente também pode se tornar vermelha e sensível. Haverá uma sensação geral de doença, possivelmente febre e dor de ouvido localizada no meio do ouvido interno (otalgia).

Sem tratamento, a doença pode progredir rapidamente e, por ser uma infecção aguda estreptocócica, serão necessários antibióticos contra outras cepas de S. aureus e Estreptococos.

Regimes de tratamento

Assumindo que a condição foi diagnosticada adequadamente, o tratamento típico consiste em uma dose elevada de penicilina G administrada por via intravenosa, mas outros antibióticos podem ser usados. Estes podem variar de comprimidos, tais como Didoxacilona, Oxacilina e Cefazolina, a cremes antibióticos tópicos. Compressas quentes provavelmente também serão prescritas.

A dor é tratada por fármacos anti-inflamatórios não esteroidais, tal como Advil, ou analgésicos, os quais podem ser prescritos pelo médico com base na dosagem necessária. A aurícula e o canal auditivo deverão ser limpos com muito cuidado para não irritar ainda mais a área infectada.

Complicações e acompanhamento

Se o paciente está infectado com o vírus do grupo estreptococo A, podem surgir complicações tal como glomerulonefrite, que é uma infecção do rim com sintomas de produção de urina diminuída e presença de sangue e proteína na urina. Edema pode também estar presente. Febre reumática ou endocardite reumática também podem estar presentes como uma complicação. Se ocorrerem estas complicações, medicamentos e planos de tratamento adicionais terão de ser postos em prática.

Se você é alérgico à penicilina, antibióticos alternativos devem ser usados. Certifique-se de reportar a seu médico esta reação alérgica potencialmente fatal.

Acompanhamento começará após o ciclo de antibióticos ou esteroides ter terminado. Isso pode ser feito com o médico de família ou um otorrinolaringologista se os sintomas persistirem e o regime de tratamento não funcionar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível