Regras de capitalização IFRS

Escrito por alan li | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Regras de capitalização IFRS
Despesas de capital são capitalizadas para serem depreciadas (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

As despesas empresariais podem ser divididas em despesas de receitas e despesas de capital. As de receita são registradas nos resultados como despesas, enquanto que as de capital são registradas no balanço como ativos, de modo que seus valores podem ser depreciados ou amortizados, dependendo da natureza do ativo. As despesas de capital são capitalizadas, o que significa que são registradas no balanço patrimonial como um ativo, visto que, quando ocorrem, trazem benefícios para a empresa por vários períodos.

Outras pessoas estão lendo

International Financial Reporting Standards

International Financial Reporting Standards (IFRS, Normas e Padrões Internacionais de Contabilidade) são normas contábeis, padrões e diretrizes publicadas pelo International Accounting Standards Board (IASB, Comitê de Normas Internacionais de Contabilidade). As IFRS foram estabelecidas em 2001 e incorporaram as antigas International Accounting Standards (IAS, Normas Internacionais de Contabilidade). AS IAS relevantes para a capitalização das despesas de capital incluem as IAS 18 e IAS 38, que se ocupam do reconhecimento de receitas e ativos intangíveis.

Despesas de receita e de capital

As despesas de receita são registradas no resultado como despesas, pois sua ocorrência traz benefícios em um único período e, portanto, sua existência deve ser registrada apenas em um único período. Em contraste, as despesas de capital trazem benefícios em vários períodos e isso deve ser registrado nas contas. Capitalizar as despesas de capital é o método mais simples de resolver esse problema.

Capitalização

A capitalização é feita para que os valores das despesas de capital capitalizado possam ser depreciados ou amortizados entre os vários períodos em que são utilizados. A depreciação e a amortização são procedimentos muito parecidos, diferindo apenas em seus objetivos, tangíveis e intangíveis. Nos dois casos, partes do valor do ativo capitalizado são deduzidos para cada período em que ele continua sendo útil como uma despesa de depreciação, para demonstrar que o seu valor está sendo gasto para produzir benefícios para o negócio.

Bases e ativos intangíveis

A capitalização pode assumir duas formas. Em uma delas, as despesas de capital têm o seu valor acrescentado em uma base de ativos pré-existente, visto que a despesa foi para aumentar a utilidade da base de ativos; exemplos disso incluem melhorias na frota e benfeitorias. Na outra forma, as despesas de capital são registradas como um novo ativo intangível, pois nenhum ativo pré-existente foi acrescido pela despesa; exemplos disso incluem patentes e custos de pesquisa e desenvolvimento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível