Remédio natural para a neuropatia periférica

Escrito por sidney johns | Traduzido por débora sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Remédio natural para a neuropatia periférica
A acupuntura pode ser uma forma de tratamento eficaz para a neuropatia periférica (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

A neuropatia periférica é uma doença nervosa que se manifesta como dor aguda ou de tiro, formigamento e dormência nas mãos e nos pés. O distúrbio pode ser originado a partir de lesões, quimioterapia, exposição a toxinas, infecções, alcoolismo e complicações do HIV. A neuropatia periférica também pode resultar como uma complicação de diabetes avançada. A doença é tratada clinicamente com analgésicos de tarja preta, antidepressivos e medicamentos anticonvulsivos, mas há também algumas terapias alternativas.

Outras pessoas estão lendo

Ácido alfa-lipoico

O ácido alfa-lipoico ou ALA (alpha-lipoic acid, em inglês) foi encontrado para ajudar a aliviar os sintomas dolorosos da neuropatia periférica. Ocorrendo naturalmente no corpo, o ácido auxilia na transformação da glicose em energia e atua como um antioxidante. Usado na Alemanha desde 1959, o tratamento inclui 1.200 a 1.800 mg por dia de ALA em forma de cápsula, já que a forma intravenosa não está disponível em muitos países. Os resultados da terapia com o ácido alfa-lipoico pode ser visto em menos de três semanas. Os efeitos colaterais da dosagem variam de cãibras leves e erupção de hipoglicemia ou níveis de açúcar no sangue reduzidos. É importante consultar o seu médico antes de iniciar esse tratamento, já que os efeitos sobre as pessoas com doença renal ou hepática e mulheres grávidas ou que estejam amamentando são desconhecidos.

Exercício

Se você estiver com dores no corpo, muitas vezes, exercitar-se será a opção menos desejável, mas o exercício vascular pode, na verdade, ajudar a reduzir os sintomas de neuropatia periférica. Uma caminhada rápida ou exercício aeróbico de 20 minutos aumentará a sua circulação e estimulará o crescimento de novos vasos sanguíneos que poderão retardar a progressão da doença. O exercício também ajuda o corpo a construir defesas naturais para a dor e estimula o cérebro, o centro de todos os nossos nervos. Planeje uma rotina diária. Se você não estiver acostumado a realizar exercício físico regular, consulte o seu médico antes de começar. Comece devagar e pouco, planejando a sua sessão para apenas 5 a 10 minutos, depois exercite-se lenta e diariamente entre 20 a 30 minutos. É possível fazer isso adicionando apenas um minuto por dia. Uma caminhada rápida é uma atividade ideal, pois tem muito pouco impacto sobre as articulações, mas os exercícios realizados dentro de casa, incluindo alongamento e pesos leves, também são muito benéficos.

Acupuntura

Segundo a medicina chinesa, a neuropatia periférica é causada pela desarmonia em seu corpo. Um especialista em acupuntura pode desenvolver um plano individual para cada paciente para fazer com que o corpo retorne à harmonia através de um exame físico completo e uma entrevista minuciosa. A acupuntura cutânea é usada para estimular o fluxo de sangue às áreas afetadas, colocando agulhas especiais em uma variedade de pontos específicos. Muitas vezes, esses pontos são as áreas mais frágeis, fazendo com que o processo possa causar um pouco de dor. O especialista também pode sugerir a terapia TENS (neuroestimulação elétrica transcutânea) em conjunto com a acupuntura cutânea. Essa neuroestimulação é conseguida através de eletricidade de baixa voltagem que é passada através das áreas afetadas. Esse tratamento, geralmente, ocasiona pouca ou nenhuma dor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível