Remédios naturais para incontinência urinária masculina

Escrito por tammy quinn mckillip Google | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Remédios naturais para incontinência urinária masculina
A cavalinha aumenta o tônus do músculo da bexiga (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Se você é do sexo masculino e está experimentando incontinência urinária causada por problemas associados com envelhecimento, lesão neurológica, esclerose múltipla, defeito congênito ou derrame, você pode tratar sua condição naturalmente sem o uso de medicamentos prescritos. Apesar dos homens serem menos susceptíveis a sofrerem com incontinência urinária do que as mulheres, muitos dos tratamentos que ajudam a melhorar essa condição em mulheres também funciona em homens.

Outras pessoas estão lendo

Cavalinha

Tome 10 ml de suco de cavalinha (disponível na loja de alimentos saudáveis) duas vezes por dia enquanto durarem seus sintomas. Essa erva é um adstringente que contém sílica, a qual ajuda a tonificar os tecidos incluindo a bexiga. Ter uma bexiga com melhor tônus irá estimulá-la a se esvaziar completamente durante a micção e segurar mais urina sem vazamento.

Óleo essencial de cipestre

Assim como a cavalinha, o óleo essencial de cipestre age como um adstringente e tonifica os tecidos do corpo, o que estimula sua bexiga a elimar urina mais completamente e segurá-la mais eficientemente. Coloque seis gotas em sua banheira e mergulhe nela por meia hora. Alternativamente, você pode fazer uma compressa para colocar em seu abdômen usando duas gotas do óleo em uma tigela de água quente e mergulhando a compressa nesse líquido antes de aplicá-la ao seu abdômen. Use esse método diariamente enquanto houver necessidade.

Palmeira anã

Se sua incontinência é devida a uma glândula prostática aumentada, use um preparado de palmeira anã diariamente para inibir a produção de diidrotestosterona – uma testosterona que causa reprodução celular na próstata. Tome uma ou duas colheres de chá de tintura de palmeira anã por dia durante três meses. Se os seus sintomas não melhorarem substancialmente, dobre a dose por outros três meses.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível