Resolução de problemas da pinça de freio dianteira

Escrito por chris stevenson | Traduzido por mariana de mello andré scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Resolução de problemas da pinça de freio dianteira
Os problemas das pinças dianteiras costumam ter sintomas específicos (brake image by Jan Will from Fotolia.com)

As pinças de freio dianteiras são usadas para substituir os sistemas de freio a tambor. Esse sistema foi feito para frear com mais intensidade, especialmente na dianteira do veículo, que apoia o peso do motor. Os freios com pinça são de reparo mais simples, por terem menos peças móveis do que os sistemas a tambor. Além disso, as pastilhas e os discos dissipam o calor muito mais rapidamente do que os tambores. Com todas essas vantagens, as pinças podem exibir sinais de desgaste específicos do seu projeto. O proprietário do veículo pode resolver os problemas das pinças dianteiras entendendo como funcionam e, mais importantemente, quais sinais exibem quando não funcionam corretamente.

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Papel e caneta
  • Macaco de chão
  • Cavalete
  • Chave de roda
  • Micrômetro externo
  • Manual de reparo do proprietário
  • Conjunto de chave soquete
  • Chave de fenda
  • Limpador para carburador
  • Panos
  • Torquímetro

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Dirija o veículo para testá-lo, caso suspeite de que haja problemas com as pinças dianteiras. Use papel e caneta para anotar quaisquer problemas que identificar durante a aplicação suave ou forte do pedal do freio. Tente ouvir ruídos vindos das rodas dianteiras ou quaisquer vibrações que sejam sentidas no volante. Veja se o veículo tenta puxar para um dos lados durante a condução ou a frenagem.

  2. 2

    Veja se o motor parece estar áspero demais ou se o veículo não está andando normalmente, que pode ser devido a pastilhas, ar no sistema, pistão de pinça travado ou junta do copo do pistão quebrada. Qualquer cheiro de amianto queimado indica sobreaquecimento do sistema, geralmente por pistão travado e pastilha gasta ou suja.

  3. 3

    Afrouxe os parafusos das rodas com uma chave de roda, mas sem que elas fiquem frouxas. Use um macaco para levantar o veículo e coloque dois cavaletes sob a estrutura do veículo, perto das rodas. Termine de remover os parafusos com a chave de roda e veja se há sinais de vazamento de fluido de freio nos discos. Veja se a válvula de sangria está molhada. Pastilhas molhadas de fluido ou coifa de borracha molhada geralmente são sinais de vazamento da junta do copo do pistão, que fica dentro da pinça.

  4. 4

    Mexa no disco de freio manualmente. Caso haja folga excessiva, os rolamentos estão mal ajustados ou gastos, o que faz os discos balançarem e o veículo vibrar. Engraxe novamente os rolamentos e reajuste-os, caso seja necessário. Veja a espessura das pastilhas, tendo como base a espessura mínima indicada no manual de reparos. Use um micrômetro externo para medi-la. Veja se há sulcos profundos no disco e substitua-os, neste caso.

  5. 5

    Coloque uma chave de fenda entre a pastilha interna e a pinça e faça uma alavanca. Caso o pistão não se mexa, ele está travado. Use uma chave de boca e soquete para soltar os dois parafusos da pinça. Remova a pinça do suporte e veja se a coifa está rasgada ou vazando. Remova a coifa manualmente. Remova o copo, o pistão e a mola da pinça. Se o pistão parecer que está danificado, deverá ser substituído.

  6. 6

    Verifique o copo do pistão, ele deve ser flexível e perfeitamente redondo. Substitua-o, caso esteja rachado ou deformado. Inspecione o interior do diâmetro do pistão, procurando por borras, ferrugem ou resíduo de fluido. Limpe-o com uma lixa e limpador para carburador e instale um kit de reparo que inclua mola, pistão, copo e coifa, caso seja necessário.

  7. 7

    Faça a mesma inspeção na outra roda dianteira. Após terminar os reparos, monte novamente as pinças na ordem inversa da remoção. Coloque as rodas nos cubos respectivos e aperte os parafusos com a chave de roda, aplicando pressão média. Use o macaco para levantar o veículo e tirar os cavaletes. Termine de apertar as rodas com um torquímetro, de acordo com as especificações do manual de reparos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível