Restituição do imposto de renda

Escrito por sophia harrison | Traduzido por débora faggioni
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Restituição do imposto de renda
Os balanços da empresa são, muitas vezes, diferentes das declarações fiscais (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Para a maioria das empresas, o objetivo é maximizar os lucros e minimizar os custos. Uma das maneiras de se conseguir isso é com a prorrogação dos ativos de renda ou fiscais que são declarados para a Receita Federal. Esse diferimento permite que a empresa maximize a quantidade de restituições de impostos ​​para exercícios futuros.

Outras pessoas estão lendo

Restituição

Imposto de renda a restituir é a quantidade de dinheiro que uma empresa espera restituir de volta da Receita Federal, como resultado de um diferimento entre créditos e obrigações fiscais. Embora cada empresa seja obrigada a informar o valor da receita ou rendimento durante um determinado ano fiscal, esse valor não tem que ser igual ao valor apresentado no balanço patrimonial de uma empresa ou nos registros contábeis. Uma empresa pode decidir adiar a utilização dos benefícios fiscais até que eles sejam mais benéficos.

Obrigações fiscais

Itens como contas a receber, capital em espécie, investimentos e estoques são geralmente considerados ativos ou os valores que se somam ao patrimônio da empresa. Por outro lado, as contas e obrigações a pagar, folha de pagamento e obrigações de débito são consideradas passivos que diminuem o valor global ou o lucro da empresa. Se uma empresa tem um pequeno lucro durante um determinado ano fiscal, poderá transferir suas responsabilidades para o ano seguinte até que tenha uma restituição maior, maximizando a restituição de seu imposto de renda.

Créditos tributários

Uma empresa pode ganhar créditos tributários de muitas fontes, incluindo "incentivos fiscais" ou imposto pago sobre os itens utilizados na criação de produtos finais e sobre o valor adicional de impostos pagos sobre produtos e serviços adquiridos no exterior. Enquanto o primeiro é totalmente restituível, o segundo valor, normalmente, é apenas parcialmente recuperado. No entanto, ambos podem ser aplicados ao rendimento das empresas para reduzir a responsabilidade fiscal e aumentar a restituição do mesmo.

Rendimentos

De acordo com os padrões internacionais de contabilidade, as obrigações e os créditos fiscais não utilizados de uma empresa podem ser utilizados apenas quando ela tiver uma quantidade suficiente de lucro tributável no futuro. Da mesma forma, as empresas só estarão autorizadas a protelarem uma certa quantidade de ativos fiscais durante cada exercício fiscal, que pode ser revisado pelas autoridades fiscais, caso o montante reclamado não corresponda às projeções de renda esperadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível