Resumo das ideias de Karl Marx

Escrito por harrison pennybaker | Traduzido por thais vieira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Resumo das ideias de Karl Marx
Marx não "inventou" o comunismo; na verdade, ele raramente usava essa palavra (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O filósofo alemão Karl Marx é considerado um dos pensadores mais influentes de todos os tempos. Marx agiu no século 19, uma época de grande agitação no tecido social e político da Europa. Ele escreveu em um momento durante o qual os excessos da nova Revolução Industrial eram mais proeminentes, e suas ideias revolucionaram o pensamento sobre o capitalismo e a relação com os negócios, os indivíduos, os estados e o meio ambiente.

Outras pessoas estão lendo

Materialismo

A ideia motivadora por trás da filosofia de Marx era o materialismo. Os materialistas acreditam que são as condições materiais do mundo, como, por exemplo, a estrutura da economia e da distribuição da riqueza, que dão origem às ideias como quem "deveria" liderar e "mereceria" ganhar o que eles ganham. Essa ideia é contrária ao idealismo, que afirma que são as ideias que dão origem à realidade material.

Exploração

Marx acreditava que o real perigo do capitalismo era o fato da exploração dos trabalhadores. Deste então, marxistas desenvolveram essa teoria para mostrar como o capitalismo também explora o planeta e os recursos naturais. De acordo com Marx, os capitalistas exploram os trabalhadores pagando menos do que eles valem — o excesso de trabalho do trabalhador é o que produz os lucros dos capitalistas. Esse "trabalho excedente" é explorado pelo capitalista, que também obriga o trabalhador a condições de trabalho impróprias e injustas — algo que era muito mais evidente e grave durante o século 19, período no qual Marx escreveu.

Alienação

Marx acreditava que os trabalhadores eram alienados de várias maneiras. Ele destacou quatro elementos a partir dos quais o trabalhador é alienado: o produto, o ato de produzir, ele mesmo e os outros. A principal ideia por trás da alienação é um dos efeitos da exploração do trabalhador pelo capitalista; é a ideia de que o trabalhador não é capaz de viver como ele de outra forma naturalmente viveria. Essa alienação é um tipo de separação ou remoção de como a vida "naturalmente" deveria ser. Para Marx, o capitalismo é uma perversão que separa o homem do que ele faz e como ele o faz, sendo também de como ele "naturalmente" seria como ser humano e de que forma ele se relacionaria com os outros.

Revolução

Marx acreditava que, eventualmente, os trabalhadores se uniriam e derrubariam a classe dominante capitalista. Ele pensava que a estrutura dominante burguesa-capitalista daria lugar a uma revolução liderada por trabalhadores que substituiria a ordem com um sistema mais justo. Marx não chamava isso exatamente de "comunismo", e os estados "comunistas" que surgiram depois de Marx — a União Soviética, Coreia do Norte e República Popular da China — em nada se pareciam com o que Marx afirmava. Ele buscava uma ordem radicalmente democrática, baseada na tomada coletiva de decisões e o compartilhamento dos meios de produção — ou seja, a terra, o trabalho e o capital que entra para a produção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível