Riscos ambientais da mineração de calcário

Escrito por david barber | Traduzido por luciana p. s. lopes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Riscos ambientais da mineração de calcário
A mineração de calcário gera impactos ambientais (limestone mine image by Alex White from Fotolia.com)

Composto principalmente de carbonato de cálcio, o calcário é muito utilizado na produção de cimento Portland para a indústria da construção. Outros produtos que o utilizam incluem cereal matinal, tinta, suplementos de cálcio, pastilhas contra azia, papel e materiais brancos para telhado. O calcário é uma rocha de formação cárstica, que produz relevos formados por dissolução e que representa cerca de 10% da superfície terrestre. Entretanto, esse mineral não pode ser extraído sem causar impactos no meio ambiente.

Outras pessoas estão lendo

Lençol freático

A qualidade do lençol freático pode ser afetada pelo calcário extraído com o aumento da quantidade de sedimentos e vazamentos acidentais diretamente nos aquíferos. Esses contaminadores também podem incluir materiais, como óleo e gás, oriundos dos equipamentos de mineração. Uma vez que em água subterrânea os contaminadores movem-se mais rapidamente através do calcário do que em outros tipos de rochas, pedreiras em áreas cársticas devem adotar cuidados especiais. A extração também remove toda a zona subcutânea, uma área importante de armazenagem de água no subsolo. Bombear a água das minas subterrâneas altera a direção e a quantidade do fluxo do lençol freático. Quando a operação de uma pedreira ou mina termina, existe a possibilidade de redução nos impactos diretos na qualidade da água, mas a contaminação a longo prazo poderá persistir.

Subsidência

Frequentemente, o calcário é extraído de uma pedreira. Entretanto, minas subterrâneas também podem ser encontradas nas regiões centrais e leste dos Estados Unidos, principalmente próximo a cidades. Em climas úmidos, o calcário se dissolve rapidamente e é levado pela água, criando cavernas que podem se enfraquecer e desmoronar. A mineração subterrânea de calcário pode causar um impacto ambiental com efeito cascata. A extração no carste pode abaixar o nível do lençol freático, removendo o suporte da rocha sobre as cavernas com água, o que pode criar dolinas.

Destruição de habitat

Na biodiversidade dos ecossistemas cársticos, algumas espécies são restritas a ecossistemas únicos de cavernas. Cerca de 47 espécies de invertebrados aquáticos e terrestres foram descobertas na caverna Movile no sul da Romênia e a maioria deles é endêmica daquele sistema específico. À medida em que a rocha for extraída, passagens na caverna -- e o habitat proporcionado por ela -- são destruídas. Os animais que habitam essas áreas e que se locomovem poderão encontrar novos locais para sobreviver, mas as espécies que se adaptaram às zonas profundas da caverna simplesmente serão extintas.

Poeira

A poeira é um dos impactos mais visíveis associados à extração de calcário, causada pela perfuração, britagem e peneiração da rocha. As condições da mina podem afetar o impacto do pó gerado durante a extração, incluindo as propriedades da rocha, umidade, correntes de ar e ventos predominantes, bem como a proximidade de centros de concentração populacional. A poeira fugitiva pode escapar de explosões e de caminhões que se deslocam nas estradas da escavação. Esse pó levado pelo ar pode percorrer longas distâncias a partir de um local de mineração e afetar áreas residenciais rurais e urbanas localizadas na mesma direção do vento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível