Riscos da cirurgia de vitrectomia para o buraco macular

Escrito por jaclyn castek | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Riscos da cirurgia de vitrectomia para o buraco macular
Como toda cirurgia, a vitrectomia também tem riscos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A vitrectomia é a remoção cirúrgica do vítreo, a substância gelosa que preenche o centro do olho, seguida por uma inserção de ar e gás no furo. O procedimento é muitas vezes para reparar furos que se formam na mácula, uma área da retina, devido ao envelhecimento natural do olho. Como muitas cirurgias, alguns riscos estão associados com a vitrectomia.

Outras pessoas estão lendo

Catarata

O desenvolvimento da catarata, a condição em que a visão torna-se nublada e turva, é o risco mais comum associado com o procedimento de vitrectomia. Embora a catarata progrida comumente com a idade, a condição tende a se desenvolver mais rápido após a vitrectomia.

Infecção

Como a maioria das cirurgias, a infecção é uma das complicações mais comuns, e ainda que os efeitos possam ser menores, às vezes levam à condições mais graves. A infecção que ocorre no olho após a vitrectomia é chamada de endoftalmite e pode levar à cegueira.

Descolamento de retina

Embora a retina possa se descolar espontaneamente, qualquer cirurgia que envolve o globo ocular aumenta o risco. O descolamento pode ocorrer relativamente após o tratamento ou mesmo vários meses ou anos após a cirurgia.

Danos aos olhos

Viajar de avião deve ser evitado por vários meses após a vitrectomia estar completa ou até o médico dizer que está tudo bem. Se o furo não sarou completamente e o gás ainda está presente nele, a mudança de pressão do avião pode causar danos severos aos olhos.

Recuperação parcial

Embora não seja considerado um risco ou complicação da cirurgia, a recuperação parcial da visão pode ser um problema para alguns pacientes. Após a cirurgia, os pacientes devem permanecer em uma posição com a face para baixo por um tempo determinado. Se o paciente não é capaz de seguir todo o tempo especificado, a recuperação total do olho pode não ser alcançada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível