Saúde

Ritmo cardíaco acelerado e gravidez

Escrito por sarah quinlan | Traduzido por marcelo couto
Ritmo cardíaco acelerado e gravidez

Gravidez causa aumento do ritmo cardíaco

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Taquicardia é definida como um ritmo cardíaco maior que o normal, sendo considerado normal entre 60 e 100 batidas por minuto em um adulto saudável em descanso. O coração é composto de quatro câmaras, dois átrios na parte superior e dois ventrículos na parte inferior. O ritmo dele é controlado por sinais elétricos que permitem que o sangue seja bombeado através das câmaras. A taquicardia ocorre quando há um rompimento ou uma mudança no sistema cardiovascular que aumenta a taxa de sinais elétricos. A gravidez é uma condição fisiológica importante que faz com que o ritmo cardíaco fique acelerado.

Causa

O ritmo cardíaco acelerado é um sintoma normal da gravidez e pode começar imediatamente após engravidar e durar até o parto. A causa da taquicardia durante a gravidez é causada pela presença do feto no útero, pois o coração tem que trabalhar mais, visando suprir mais sangue para nutri-lo. Ao final da gravidez, por volta de 1/5 do sangue da mulher foi desviado para o útero. Esse aumento significante no volume de sangue, de aproximadamente 30 a 50%, causa também um aumento na quantidade de sangue bombeado pelo coração, e é chamado de débito cardíaco, que faz com que o coração pulse mais rápido. O ritmo cardíaco pode aumentar de 10 a 20 batidas por minuto.

Sintomas

Uma mulher grávida com alta taxa de batimentos pode notar uma pulsação mais rápida, bem como uma pequena diminuição na duração da respiração, tontura ou vertigens. Se você está grávida e perceber que seu ritmo cardíaco está acelerado, o mais correto é discutir com o seu médico para ter certeza que isso se deve à gravidez e não a qualquer outra condição.

Diagnóstico

Um médico pode fazer inúmeros testes para ter certeza de que não há anormalidades no ritmo do coração que possam indicar alguma doença escondida. Após perguntar sobre seu histórico médico e pessoal, ele fará um eletrocardiograma (ECG) para gravar os sinais elétricos de áreas diferentes do coração. Ele também pode pedir para que você use um monitor Holter, um dispositivo que controla a atividade do seu coração por 24h. Finalmente, ele pode fazer um ecocardiograma ou ultrassom para olhar a anatomia e ter certeza de que não há nada anormal. Se todos esses testes não derem resultados negativos, é provável que o ritmo acelerado do coração seja por causa da gravidez.

Administração

Uma mulher grávida com ritmo cardíaco acelerado deve manter uma boa dieta, com exercícios moderados e com monitoração sobre o peso ganho na gravidez. Evite fazer uso de qualquer coisa que possa aumentar seu ritmo cardíaco, como cafeína, álcool e tabaco. Durante períodos de taquicardia devido a gravidez, deve-se descansar o máximo possível para evitar estresse.

Considerações relacionadas

A gravidez pode causar outras condições cardíacas além da alta taxa de batimentos, como arritimias, palpitações e sopro. O aumento no volume de sangue pode causar batimentos irregulares, variações nos sons das batidas e o sentimento de que o coração está batendo mais forte que o normal. A pressão sanguínea pode diminuir levemente durante o segundo trimestre, mas retornará ao normal durante o terceiro.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media