Rituais japoneses de luto

Escrito por christina ash | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Rituais japoneses de luto
Cada cultura possui seus próprios rituais funerários e maneiras de ficar de luto (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Os rituais de luto são maneiras públicas e privadas de lidar com a morte de entes queridos. O papel desses rituais é integrar a perda à vida dos que ficaram e ajudá-los a se recuperar da morte. Cada cultura possui seus próprios rituais funerários e maneiras de ficar de luto.

Outras pessoas estão lendo

Crenças budistas sobre a morte

Atualmente, cerca de 90 milhões de pessoas no Japão se consideram budistas. Eles acreditam que a morte só é o fim para o corpo físico. Em um processo eterno de reencarnação, a alma da pessoa se transforma e renasce nesse mundo até atingir a iluminação.

O funeral

As diversas seitas budistas realizam rituais diferentes em épocas distintas. No geral, os primeiros sete dias após a morte são os mais importantes para os rituais de luto. As pessoas rezam e meditam para ajudar o falecido a atingir a transformação do renascimento, e a atividade continua por 49 dias. O filho mais velho escolhe e decora o altar para uso no serviço funerário. Após a cremação do corpo, aqueles que compareceram ao funeral recebem alimentação e presentes. Além disso, essas pessoas dão presentes em forma de dinheiro para a família do falecido.

Luto contínuo

As práticas de luto continuam após o funeral no 49º dia. O Obon, Festival dos Mortos, é muito importante. Os parentes e amigos do falecido participam dos atos em memória da pessoa no primeiro, terceiro, quinto, sétimo e 13º aniversários de morte, além de outros anos, até o 50º aniversário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível