Mais
×

As rosas são prejudiciais para gatos?

Atualizado em 17 abril, 2017

Quando Shakespeare escreveu "Romeu e Julieta", apresentou uma obra-prima teatral que gerou o provérbio universal: "Aquilo a que chamamos rosa, mesmo com outro nome, cheiraria igualmente bem". Embora isso não seja uma fala exatamente falada por qualquer atriz interprete da Julieta, a interpretação da fala trata-se de que o importante é o que algo é, e não do que é chamado. Nenhuma frase mais verdadeira pode ser dita sobre rosas e os danos potenciais que algumas flores chamadas de "rosas" representam para o seu gato.

A maioria das variedades de rosas não é tóxica para os gatos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Significado

A maioria dos felinos tem uma tendência a mordiscar plantas, geralmente para aliviar uma dor de estômago. Um gato também come plantas por gostar do sabor delas, e as folhagens adicionam nutrientes e fibras à sua dieta. Se seu gato pensa que seu jardim e suas plantas caseiras fazem parte de sua ingestão nutricional diária, você deve ter cuidado ao planejar seu esquema de jardim para excluir as plantas que sejam potencialmente tóxicas para seu felino.

A espécie "Rosa" das rosas é um membro da família Rosaceae, que gera mais de 3.400 tipos de plantas, incluindo frutas, arbustos, árvores ornamentais e as belas rosas vermelhas que você recebe no Dia dos Namorados. A rosa em si tem tantas variedades que é difícil dizer o que é seguro e o que não é para plantar em seu jardim se você for dono de um gato.

O que é seguro?

A maioria das variedades de rosas é segura para seu gato caso ele decida comer algumas de suas plantas. A ASPCA (Sociedade Americana de Prevenção à Crueldade Contra os Animais) relata que os membros da espécie Rosa são livres de princípios tóxicos que seriam prejudiciais para o seu gato, cachorro ou cavalo. Entre as rosas da espécie Rosa, existem a rosa chá, a rosa selvagem, a rosa rubiginosa, a rosa anã e a rosa francesa. Algumas das variedades mais vendidas são membros da espécie Rosa e são seguras para ter em jardins e casas com gatos. Contanto que verifique com a floricultura que as rosas pelas quais você se apaixonou sejam uma variedade das espécies Rosa, não será preciso se preocupar caso seu gato decida comê-las.

O que evitar

Nem todas as plantas que têm o nome de rosas são seguras para os gatos -- o que importa é o que elas são, e não como são chamadas. A ASPCA destaca três variedades diferentes de plantas chamadas de rosas como tóxicas para os gatos. Elas são a obesum Adenium, "Rosa-do-deserto" (também chamada de "azaleia do deserto", "azaleia falsa" e "lírio-impala"), o Helleborus niger, "Rosa de Natal", e o Hibiscus syriacus, "rosa-de-sarom" (também chamada de "hibisco-da-Síria"). Evite estas "rosas" a todo o custo se seu gato tiver propensão à comer plantas. A ingestão de quaisquer destas plantas pode resultar em sintomas que variam de náuseas e diarreia à morte, dependendo da variedade.

Tome uma atitude

Se o seu gato ficar doente e você suspeitar que é porque ele comeu parte de uma roseira ou mordiscou as mudas que você trouxe para casa, tome as medidas de precaução adequadas e leve seu felino ao veterinário imediatamente para obter o diagnóstico e tratamento adequados. Também é útil para o veterinário se você levar a planta que suspeita que seu gato comeu. Outra opção é levar qualquer material que seu gato possa ter vomitado para que o veterinário possa ver exatamente o que está fazendo com que seu gato adoeça.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article