Que roupas um gângster usa?

Escrito por robert vaux | Traduzido por daniele joi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que roupas um gângster usa?
O vestuário de um gângster varia de ternos caros a moletons (Comstock/Comstock/Getty Images)

Os gângsteres foram muito romantizados no cinema, o que deu a eles uma imagem específica na mídia. Na verdade, um gângster da vida real se veste em vários estilos diferentes, como qualquer outra faixa demográfica. Alguns usam ternos Armani de milhares de reais, outros vestem calças cáqui e tênis como qualquer operário da classe trabalhadora. A imagem popular dos mafiosos, no entanto, cai em várias categorias amplamente definidas.

Outras pessoas estão lendo

Raízes na classe operária

O núcleo da moda gângster decorre da dicotomia entre um início pobre e a riqueza posterior. Um gângster é basicamente um criminoso de rua, alguém que veio de um contexto pobre e ganhou dinheiro através de meios violentos e ilegais. Roupas de "trabalho" de um gângster, portanto, muitas vezes refletem essas origens duras: tecidos baratos e materiais facilmente adquiridos. Os criminosos mais ricos, por outro lado, tendem a ostentar o dinheiro comprando ternos caros, joias vistosas e acessórios que dizem "sou rico".

A vida imita a arte

A imagem dos gângsteres nos filmes tende a ter um enorme impacto sobre a forma como a moda criminal é vista na vida real. Eles veem personagens na tela que refletem seus "valores" ou lutas, e adotam estilos de roupas para combinar com essa imagem. O exemplo mais notável é o filme de Al Pacino "Scarface", sobre um imigrante cubano que sobe ao topo do tráfico de cocaína na década de 1980. Os gângsteres contemporâneos muitas vezes o citam como uma influência e adotam estilos que refletem os ternos que Pacino usou no filme.

O visual clássico

O visual clássico do gângster surgiu na moda da década de 1920, exemplificado por contrabandistas como Al Capone e destacado por gângsteres de filmes famosos, interpretados por James Cagney ou Edward G. Robinson. Esse look consistia em ternos listrados de lapela larga e um chapéu de aba larga. As roupas salientavam a sensação de perigo e ameaça, mas também de energia, refletindo o estilo agressivo que se encaixa bem com a imagem popular do crime organizado.

Roupas contemporâneas

Os gângsteres mais modernos acompanham de perto as tendências da moda contemporânea, marcada pelo viés cultural das subculturas dos negros, asiáticos e latinos. O estereótipo envolve roupas largas, principalmente calças que descem até as coxas do usuário. Isso vem dos macacões de prisão que seriam frequentemente fabricados em tamanhos muito maiores que o ideal. No entanto, essa tendência parece estar desaparecendo, sendo substituída por formas mais modernas. Gângsteres "trabalhadores" tendem a favorecer calças cáqui, camisas com botões e camisetas justas. Afiliações de gangues podem ser identificadas através da cor da roupa, ou de algo simples como um lenço no bolso de trás da calça. Gângsteres contemporâneos ricos preferem ternos de alta qualidade de estilistas famosos. O consumo desenfreado continua a ser uma marca e a maior parte da moda gângster contemporânea inclui muito brilho, com colares, anéis e relógios vistosos.

Moletons

Gângsteres europeus, como a Camorra italiana ou a máfia russa, adotaram um visual estereotipado próprio. Ele é composto de uma camiseta branca e um conjunto de moletons, com calças e jaquetas de cores primárias. A joia onipresente está muitas vezes em destaque, assim como os tênis ou um tipo semelhante de calçado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível