Roupas infantis nos anos 60

Escrito por matt koble | Traduzido por liana fernandes
Roupas infantis nos anos 60

As mudanças sociais dos anos 60 influenciaram a moda

Martin Poole/Photodisc/Getty Images

Na década de 60, as roupas infantis refletiam em seus tecidos os avanços tecnológicos. O algodão e a lã costumavam ser a base das roupas infantis, mas nos anos 60, o náilon, o poliéster, o spandex e diversos híbridos, como o de algodão e poliéster, facilitaram a produção e a lavagem de roupas. Muitas não precisavam mais ser passadas a ferro. As crianças ainda tinham três categorias de vestimenta: roupas escolares, roupas de brincar e roupas "boas", para ir à igreja ou vestir-se formalmente. Mudanças sociais durante a segunda metade da década deixaram essas categorias menos rígidas.

Outras pessoas estão lendo

O visual colegial

Roupas colegiais deixavam as crianças com um visual profissional e bem vestido. Esse estilo era comum em escolas, igrejas e outras ocasiões formais. O estilo colegial conservador muitas vezes incluía uma camisa abotoada, vestida sob um paletó esporte -- geralmente azul -- com uma gravata listrada. Calças cáqui e mocassins completavam o visual, que ainda é visto em muitos uniformes escolares. As versões para meninas muitas vezes incluíam vestidos ou saias, geralmente de pregas, e blusas, às vezes com cardigãs. Colarinhos Peter Pan eram comuns.

Shorts

Os shorts se tornaram populares no vestuário casual e nas roupas de brincar, especialmente para meninos. Eles eram uma boa opção para as mães, pois eram fáceis de cuidar. Muitas vezes tinham acabamentos com uma resina resistente a rugas, e não precisavam ser passados a ferro. Variações dessa peça incluíam os de acampar, que tinham bolsos maiores do que os comuns, e os cortados, feitos cortando-se a maior parte das pernas de calças ou jeans compridos.

"Flower Power"

O movimento hippie dos anos sessenta desenvolveu tendências de moda que ainda ecoam nos dias de hoje -- especialmente os universais "blue" jeans. Enquanto o movimento simbolizava a contracultura e um posicionamento contra a Guerra do Vietnã, seu estilo se disseminou entre as crianças, que tentavam imitar adolescentes e universitários. Esses estilos incluíam camisetas "tie-dye", calças militares e calças jeans desbotadas ou rasgadas. Vestidos tradicionais tornaram-se fora de moda entre as meninas hippies, substituídos por vestidos estilo camponesa.

Roupas de meninas

De acordo com o HistClo.com, não era comum meninas usarem calças no início do século 20, mas ao final da década de 60, muitas meninas usavam shorts, calças Capri e jeans como roupas informais. Enquanto algumas escolas norte-americanas permitiam às meninas vestir calças ao invés de vestidos, em outras partes do mundo era comum a exigência de vestido ou saia até os anos 70. A minissaia, criada em Londres em 1965, tornou-se extremamente popular entre pré-adolescentes e adolescentes, dando origem a regras em muitas escolas sobre o comprimento permitido em saias.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media