O salário médio de um farmacêutico no Canadá

Escrito por steve anderson | Traduzido por guilherme ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O salário médio de um farmacêutico no Canadá
Duas em cada três pessoas formadas em farmácia no Canadá são mulheres (préparatrices en pharmacie image by cédric chabal from Fotolia.com)

A demanda por farmacêuticos no Canadá é constante. Os salários variam de província para província. Ao buscarem contratar os melhores alunos que se formaram nas universidades canadenses e estrangeiras, os empregadores geralmente complementam os salários com benefícios. A faixa de salários é significante e o valor líquido depende da experiência, localização e gênero.

Outras pessoas estão lendo

Categorias

Farmacêuticos fazem mais do que simplesmente preencherem receitas médicas. Além de conhecerem a ciência por trás da distribuição de remédios, os farmacêuticos também precisam de habilidades para ensinar, gerenciar inventário, gravar registros e negociar. Os farmacêuticos são tipicamente divididos em três categorias: comunitário, hospitalar e industrial. Três quartos dos farmacêuticos no Canadá caem na área de farmacêutico da comunidade. Juntos com os farmacêuticos hospitalares, eles formam as linhas principais na indústria da saúde.

Taxa horária

De acordo com Labour Market Information - um site do governo para quem busca emprego - os salários médios para um farmacêutico canadense em 2010 variam de R$ 30 a R$ 60 por hora. O local é importante; empregadores oferecem salários mais altos para atrair farmacêuticos para comunidades remotas. Por exemplo, um farmacêutico nas áreas isoladas do norte de Manitoba ganha R$ 145 por hora. Em contraste, o salário mais alto na área urbana de Winnipeg, capital de Manitoba, é R$ 115 por hora.

Quebec

Farmacêuticos em Quebec ganhavam mais do que em qualquer outra província, de acordo com o último censo canadense. Em 2005, o salário médio anual para farmacêuticos era de R$ 165 mil. Os farmacêuticos de Quebec relataram um salário médio de mais de R$ 200 mil em 2005. Apenas outras duas províncias apresentaram salários acima da média: Ontário e Manitoba. O salário anual mais baixo foi relatado em Nova Escócia, que é cerca de R$ 120 mil.

Ontário

Desde 01 de janeiro de 2010, havia mais do que 32 mil farmacêuticos licenciados pelo Canadá. Mais de um terço licenciado em Ontário, que é a província mais populosa do Canadá. Mais de 11 mil farmacêuticos praticam na área de comunidade, enquanto 1.700 trabalham em hospitais e 1.600 em pesquisas ou instalações de produção. Em abril de 2010, durante uma discussão com governo da província por causa de corte de fundos, a Ontario Pharmacist Association (OPA) indicou que R$ 600 mil é "o salário equivalente ao de três farmacêuticos", sugerindo um salário médio de R$ 200 mil por farmacêutico em Ontário.

Reguladores provinciais e nacionais

No Canadá, a assistência de saúde está dentro da jurisdição das províncias e territórios, os quais possuem seu próprio licenciamento e juntas regulatórias para farmacêuticos. Todos eles estão abaixo da Associação Nacional de Autoridades Reguladoras de Farmácia (NAPRA), que tem base em Ottawa. O site da organização fornece links para todas as juntas regulatórias provinciais e territoriais.

Diferenças de sexo e idade

Embora o Canadá se empenhe em gerar oportunidades iguais de emprego, a diferença entre salários de farmacêuticos e farmacêuticas era significante. Dados do censo de 2005 mostraram que os homens ganhavam em média R$ 60 mil a mais do que as mulheres. Um estudo de 2008, feito pelo Instituto Canadense de Informação para a Saúde (CIHI), descobriu que o número de homens donos e gerentes de farmácia é duas vezes maior do que o de mulheres. O mesmo estudo descobriu que 76 % dos farmacêuticos hospitalares eram mulheres. Espera-se que essa diferença de salário diminua com o tempo. O CIHI relatou que, em 2008, dois em cada três recém-formados em farmácia no Canadá eram mulheres, e que a maioria dos jovens farmacêuticos eram mulheres (75 % com 30 anos ou menos), enquanto farmacêuticos mais velhos eram a maioria homens (69 % com 60 anos ou mais).

Farmacêuticos estrangeiros

No início de 2010, o Canadá anunciou um plano para acelerar o reconhecimento de credenciais para farmacêuticos estrangeiros. De acordo com o plano, o processo de qualificação para farmacêuticos estrangeiros que queriam trabalhar no Canadá não deveria durar mais do que um ano. A Banca Examinadora de Farmácia do Canadá (PEBC) é responsável por avaliar as credenciais dos Graduados Internacionais de Farmácia (IPGs). Antes de fazer um exame, os candidatos devem enviar uma lista de documentos, incluindo o certificado de grau superior finalizado e a licença. Os melhores países de graduação pelo IPGs que foram registrados em Ontário e Alberta em 2008 foram Egito, Estados Unidos, Reino Unido, Paquistão, Índia e Filipinas, de acordo com o CIHI.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível