Sangramento após ablação endometrial

Escrito por genevieve van wyden | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Sangramento após ablação endometrial
Sangramento após ablação endometrial (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

Quando uma mulher experimenta sangramento excessivo durante ou entre os seus períodos menstruais, ela pode começar a passar por outros problemas de saúde, como anemia. O sangramento intenso pode interferir em sua vida, forçando-a a reduzir o trabalho e / ou atividades de lazer. Ele também pode interferir em seu relacionamento íntimo com o parceiro. Se a mulher em questão não quiser ter seus órgãos reprodutivos removidos, ela pode passar pela ablação endometrial.

Outras pessoas estão lendo

Sangramento anormal

A ablação endometrial é realizada em uma mulher que esteja passando por sangramento intenso, podendo ter episódios muito longos de sangramento ou entre os períodos menstruais. O médico deve prescrever a medicação para parar o sangramento antes de sugerir uma ablação endometrial, a qual permite que a maioria das mulheres retorne ao seu nível normal de atividade dentro de um ou dois dias.

Ablação endometrial definida

Se uma mulher não tem outros outros problemas de sangramento anormal, a ablação do endométrio pode ser considerada uma alternativa à histerectomia. Esse procedimento, que destrói o endométrio (revestimento uterino), é realizado usando um ressectoscópio, ou telescópio pequeno, que permite ao ginecologista ver dentro do útero e também remove pequenos pólipos e miomas durante a ablação. O ressectoscópio funciona através de um circuito pequeno de fio que usa energia elétrica para remover ou coagular o tecido endometrial.

Quem pode se beneficiar?

As mulheres que estão enfrentando sangramento intenso, sem outros problemas ginecológicos, podem se beneficiar do procedimento. A paciente "ideal" não deve ter distúrbios do útero ou do endométrio, incluindo endométrio muito fino; não ter contraído câncer uterino ou hiperplasia do endométrio (crescimento excessivo de células endometriais), não ter passado por infecção uterina ou gravidez recente e não estar na pós-menopausa. Todos os órgãos reprodutivos serão mantidos, apenas o revestimento endometrial será removido e / ou cauterizado.

Sangramento pós-procedimento

Depois de uma ablação endometrial, os sangramentos podem ser reduzidos para um nível normal ou parar completamente. Dr. Paul D. Indman, M.D.,relata que 58% das pacientes submetidas à ablação endometrial não têm qualquer sangramento dentro de um ano, o saldo é nenhum sangramento ou períodos menstruais muito leves após o procedimento. Se uma mulher tem uma condição chamada adenomiose, que é o crescimento do endométrio para dentro da parede uterina, ela pode experimentar regeneração endometrial, juntamente com retomada de hemorragia. Se este for o caso, a ablação do endométrio não é recomendada.

Razões para reduzir o sangramento

A ablação endometrial é feita principalmente para parar o sangramento anormalmente pesado. A mulher precisa discutir os seus desejos em relação aos sangramentos pós-procedimento com seu ginecologista; ela quer fluxos menstruais mais leves ou parar o sangramento totalmente? Para algumas mulheres, a ablação endometrial é uma forma segura, possivelmente permanente, de acabar com o sangramento, tendo o mesmo efeito de outras cirurgias eletivas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível