Saúde das amígdalas em cães

Escrito por susan lee | Traduzido por paula belchior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Saúde das amígdalas em cães
Cuide da boca do seu cão (dog image by Andrii IURLOV from Fotolia.com)

Os cães, assim como as pessoas, têm amígdalas e podem contrair amigdalite e outros problemas de saúde relacionados. As amígdalas estão lá para evitar a infecção. No entanto, elas podem sofrer alargamento e tornaram-se infectadas. A amigdalite parece afetar mais os cães de menor porte do as raças maiores.

Tipos

De acordo com o Medicinenet.com, existem vários tipos de doenças que podem afetar as amígdalas do seu cão. Algumas podem ser mais reconhecíveis do que outras devido aos seus sintomas, mas em todos os casos o seu cão mostrará sinais de desconforto. Ainda que um cão não possa sofrer de infecções na garganta, ele pode contrair a bactéria de um membro da família e devem ser tratados ao mesmo tempo. Os cães também podem sofrer de pedras na amígdala, amigdalite e halitose (mau hálito extremo) a partir de uma infecção.

Causas

A tosse crônica, os vômitos, alguns tipos de doença dental e uma infecção bacteriana são algumas das causas de amigdalite e halitose severa. Na parte de trás da garganta estão os pequenos "bolsos", onde os restos de comida e outras bactérias podem se acumular. Essa sujeira ao longo do tempo endurecerá e calcificará, formando "pedras" nas amígdalas. Se não forem removidas, elas se tornarão dolorosas e podem ser infectadas. Por vezes, uma doença dental secundária pode causar uma infecção de bactérias na boca e na garganta, o que afeta a saúde das amígdalas também.

Identificação

Como afirmado por Dog Health and Pet Place, o seu cão mostrará sinais de desconforto, letargia, possivelmente se engasgará o tempo todo, balançará a cabeça, apresentará sinais de dificuldade para engolir, constantemente andará de um lado para o outro, apresentará perda de apetite, como resultado da dor ao comer, além de uma possível febre. Alguns dos sinais apresentados também podem parecer com uma dor de cabeça e/ou problemas auriculares quando estiverem utilizando a boca e a garganta. Se puder começar a observar a boca, é provável que você veja as amígdalas alargadas, vermelhas, inchadas e exalando um odor. Ligue para seu veterinário imediatamente.

Diagnóstico

Um exame completo, incluindo a verificação da aparência da garganta do seu cão, dará ao seu veterinário uma imagem clara de um possível problema. De acordo com o Pet Place, os testes de diagnóstico que o veterinário pode executar em seu cão incluem uma cultura da garganta para verificar se existem bactérias presentes, uma citologia que verifica a presença de câncer e as estruturas celulares e o raio-X.

Tratamento

Um antibiótico pode ser prescrito para eliminar todas as infecções na boca e nas amígdalas. Se uma doença dental estiver presente por causa do acúmulo de tártaro, os dentes podem precisar de uma limpeza primeiro, seguida de mais tratamento médico. Se existem pedras nas amígdalas, estas também podem ser removidas. Seu cão pode ter que se submeter a uma cirurgia, se a amigdalite for um problema recorrente constante. Nesse momento, ele pode ter que submeter-se uma amigdalectomia. Essa é uma ocorrência rara, porque o regime de tratamento com antibióticos geralmente trata os problemas subjacentes, ajudando o seu cão a voltar ao normal em um curto espaço de tempo.

Prevenção e solução

A saúde das amígdalas do seu cão é algo bastante difícil de cuidar, mas com atendimento odontológico e veterinário regular, você pode mantê-la em boa forma. Com visitas regulares ao veterinário, tratamento dentário adequado por você e uma limpeza dental completa profissional anual, seu cão deve alcançar dentes​​, gengivas e amígdalas saudáveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível