Mais
×

A saúde de um golden retriever

Atualizado em 21 novembro, 2016

Os golden retrievers são cães populares entre as famílias. Eles são inteligentes, amigáveis e excelentes com crianças. Sua popularidade, contudo, resultou em péssimos hábitos de criação. Para se ganhar dinheiro com os filhotes, criadores inexperientes, geralmente, não realizam os exames de saúde recomendados antes de cruzar os animais, aumentando a probabilidade de disfunções genéticas nessa ninhada. Práticas de criação responsáveis e testes nos cães cruzados garantem que seu novo amigo tenha uma vida longa e feliz, livre de algumas das doenças mais comuns.

Compre um filhote de golden retriever de um criador certificado e com uma boa reputação (golden retriever image by goldenjago from Fotolia.com)

Displasia do quadril

A displasia do quadril, resultante da osteoartrite, é uma doença genética extremamente comum nos golden retrievers. Cães de qualquer idade estão sujeitos a essa condição, mas é mais comum em cachorros mais velhos. A displasia causa um desgaste anormal das articulações, devido a uma estrutura singular do membro e uma frouxidão dos músculos ao redor dessa área. Conforme os músculos ficam mais soltos, as articulações (aquelas que realizam o contato) eventualmente perdem o contato umas com as outras. Essa doença pode afetar um ou ambos os quadris, deixando o andar dos animais alterado. Os cães afetados podem resistir aos movimentos dolorosos (devido à rigidez), especialmente se o movimento demanda a completa extensão das patas traseiras. O tratamento com medicação está disponível e pode aliviar a rigidez e a dor, ajudando o cachorro retornar ao seu andar normal e confortável. Sem tratamento, os cães perdem o tonuz muscular, a um ponto em que eles possam precisar de ajudar para se levantar; De acordo com o site PetEducation.com, atividades que alongam as patas e os músculos dos glúteos, como corrida e natação, são recomendados, mas as que estressam as articulações, como pular ou frisbee devem ser evitadas. Certifique-se que os pais do filhote tenham bons quadris.

Hipertiroidismo

Os hormônios da tireoide afetam o metabolismo do cachorro e a sua temperatura corporal, entre outras funções. De acordo com o Golden Retriever Club of America, o hipertireoidismo é uma doença do sistema endócrino e é muito mais comum em golden retrievers que em outras raças. Os sintomas são sutis: os animais podem perder peso, a pelagem pode perder seu brilho, ficar quebradiça e mole. Especialmente nos golden retrievers, os pelos do rabo ficam mais finos, similar ao de um rato. A pele acumula fluido, ficando mais espessa, e os cães ficam menos ativos, às vezes menos sociáveis, e frequentemente demonstram altas concentrações de colesterol nos exames de sangue. A doença é facilmente tratável, desde que condições secundárias não se desenvolvam.

Câncer

A câncer é a principal causa de morte entre os golden retrievers e, segundo o Golden Retriever Club of America, 60% dos cães dessa raça morrem dessa condição. A média de vida dos cachorros que sucumbiram ao câncer, contudo, é de 10.3 anos. O tumor mais comum é o hermangiossarcoma (HSA), que é o câncer das células dos vasos sanguíneos. Já que esses vasos percorrem todo o corpo, o câncer também, e é no baço que a condição acontece com mais frequência. Do contrário, a doença ocorre nos pulmões, coração, cérebro e pele. O câncer de pele é chamado de HSA cutâneo, e os tumores nos tecidos mais profundos e órgãos são chamados de HSA visceral. Coágulos são frequentemente descobertos durante o diagnóstico. Uma área escura ou roxa que parece uma erupção pode ocorrer no abdômen ou uma massa vermelha escura aparece debaixo da pele. Não há cura para o câncer e até com a quimioterapia a expectativa de vida é de apenas 5 meses.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article