Conhecimento

As semelhanças entre a comunicação humana e animal

Escrito por timothy lemke | Traduzido por elaine santana
As semelhanças entre a comunicação humana e animal

Todos os sistemas de comunicação contêm sinais que possuem um significado específico

Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images

A comunicação humana e a animal diferem de maneira significativa. Os seres humanos possuem a capacidade de ser criativos com símbolos, ao contrário dos animais, de acordo com a pesquisa do professor de linguística Edward Vajda. As tentativas dos cientistas em ensinar aos animais a comunicação com símbolos humanos mostraram pouco progresso. Apesar de um papagaio poder dizer algumas palavras, ele não conhece o seu significado, apenas imitando-as. Apesar desta grande diferença, os seres humanos e os animais compartilham algumas formas básicas de comunicação.

Sinais

De acordo com Vajda, todos os sistemas de comunicação contêm unidades de formas que têm significado especifico, linguisticamente referidos como sinais. As palavras são os sinais mais comumente usados ​​na comunicação humana. Os animais também utilizam sinais quando se comunicam, mas eles podem tomar uma variedade de formas, dependendo da espécie. As raposas têm 20 formas distintas de vocalização. As enguias usam um sistema de impulsos elétricos para se comunicar umas com as outras. Cada grito ou impulso tem um significado distinto para as raposas ou enguias, assim como cada palavra tem um significado específico para os humanos. Os seres humanos e os animais compartilham três formas básicas de sinais utilizados na comunicação: o som, cheiro e movimento do corpo.

Som

A maior semelhança entre a comunicação humana e animal é o uso do som. Os seres humanos transmitem emoção através do uso de palavras e do tom, quase da mesma forma que os animais. Alguns cientistas observaram macacos vervet selvagens usando três tipos distintos de gritos dependendo do tipo de predador. Quando os outros macacos ouvem o chamado, eles sabem exatamente que tipo de perigo está presente. Alguns macacos bebês usavam o grito de alarme de águia para qualquer pássaro que vissem, mas rapidamente aprendem a usar o grito para quando uma águia realmente é vista. Isto é semelhante a uma criança que aprende a chamar apenas uma pessoa de mãe ao invés de todas as mulheres que vê.

Cheiro

Embora a maior parte da comunicação humana através do cheiro seja quase imperceptível em comparação com a comunicação animal, os pesquisadores acreditam que o cheiro contribui para a ligação humana. Os pesquisadores Erik Filsinger e Richard Fabes sugerem que a comunicação pelo cheiro em humanos contribui para o reconhecimento da família, vínculo maternal e escolha de parceiros. Um comportamento semelhante foi observado em animais, pois o cheiro é usado para marcar fronteiras territoriais, alertar os intrusos e acasalar.

Linguagem corporal

A forma mais perceptível de comunicação é a linguagem corporal e tanto em humanos quanto em animais se assemelha em determinadas situações. Os animais amedrontados compartilham características semelhantes com humanos assustados. Em um estudo dos gestos dos macacos, as pesquisadoras Simone Pika e Katja Liebal notaram semelhanças entre os gestos feitos por macacos para se comunicarem e aqueles feitos por crianças. O estudo determinou que os macacos usam gestos específicos intencionalmente para se comunicarem e em alguns aspectos esses gestos são semelhantes aos das crianças.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media