Como a sensação de dor chega ao seu cérebro

Escrito por lia stannard | Traduzido por camille sampaio
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Os nervos periféricos são os que começam no cordão espinhal e enervam a pele, os músculos, ossos, juntas e órgãos internos. Eles são o ponto inicial da recepção da sensação de dor e mandam-na para o cérebro. Quando há danos a um nervo periférico, a informação da sensação de dor não será liberada para o cérebro.

Eles têm terminações com receptores que detectam sensações diferentes: toque, pressão, vibração, frio e calor. Outros nervos periféricos têm terminações especiais chamadas nociceptores. Eles podem detectar quando há danos ou potencial de danos nos tecidos e são importantes para identificar dor.

Outras pessoas estão lendo

Cordão espinhal

Uma vez que a dor seja detectada pelas terminações do nervo periférico, a informação viaja por eles até o cordão espinhal, o qual tem fibras nervosas que transmitem a mensagem para o cérebro, assim resultando na resposta própria à dor.

As fibras nervosas dos nervos periféricos entram no cordão espinhal no corno dorsal. Uma vez que elas tenham entrado no cordão espinhal, seus sinais resultam na liberação de neurotransmissores, que são substâncias químicas que continuam a espalhar os sinais elétricos dos nervos periféricos. Os neurotransmissores ativam outras células nervosas, que retransmitem a mensagem para o tálamo no cérebro.

Cérebro

O tálamo é a maior estação de retransmissão do cérebro e está localizado entre o mesencéfalo e o córtex cerebral. Quando a informação originalmente coletada pelos nervos periféricos é enviada para o tálamo a partir do cordão espinhal, ele passa-a para a parte apropriada do cérebro.

Para uma resposta física, o tálamo manda a informação para o córtex somatossensorial. Quando os sinais são recebidos, a dor é identificada e localizada. Para uma resposta emocional, o tálamo manda a informação para o sistema límbico. Uma vez que o sinal tenha chegado, a resposta emocional de sofrimento é enviada. Finalmente, o tálamo envia os sinais à parte pensante do cérebro - o córtex frontal. Quando ele tiver o sinal de dor, pode associar sentido a ela.

Além de apenas reagir à fonte de dor, o cérebro pode mandar sinais para os anestesiantes naturais do corpo. Endorfinas e encefalinas podem ser liberadas, a fim de diminuir a sensação de dor que está sendo enviada pelo cérebro. Além disso, a dor também pode ser intensificada. As fibras nervosas na medula espinhal também podem liberar outros neurotransmissores, que aumentam a sensação de dor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível